Menu

Fundamentos de Farmacologia – Entendendo de Forma Objetiva os Efeitos dos Fármacos no Organismo

R$45,50

A farmacologia é a área da medicina que estuda as propriedades químicas dos medicamentos e suas respectivas classificações e indicações. Ela realiza o estudo dos fá…

352 páginasAutor(es): Vinicius H. P. SoaresISBN: 978-85-371-0450-7
Sumário

Sumário

1. Introdução à Farmacologia
1.1. Áreas da Farmacologia
1.2. Farmacocinética Básica
1.2.1. Absorção de Fármacos
1.2.2. Distribuição dos Fármacos
1.2.2.1. Proteínas Plasmáticas
1.2.2.2. Depósitos Teciduais
1.2.2.3. Barreira Hematoencefálica
1.2.2.4. Riscos da Gravidez
1.2.3. Metabolismo (Biotransformação) dos Fármacos
1.2.3.1. Indução Enzimática
1.2.3.2. Inibição Enzimática
1.2.4. Excreção dos Fármacos
1.2.4.1. Excreção Renal
1.2.4.2. Excreção pelo Trato Digestivo
1.2.4.3. Excreção pelos Pulmões
1.3. Farmacodinâmica
1.3.1. Alvos de Ação dos Fármacos
1.3.2. Proteínas
1.3.2.1. Canais Iônicos
1.3.2.1.1.Canais Iônicos Ativados por Voltagem
1.3.2.1.2.Canais Iônicos Ativados por Metabólitos
1.3.2.1.3.Canais Iônicos Ativados por Pressão
1.3.2.2. Transportadores
1.3.2.3. Enzimas
1.3.2.4. Proteínas Estruturais
1.3.2.5. Receptores
1.3.2.5.1.Receptores Ionotrópicos
1.3.2.5.2.Receptores Metabotrópicos
1.3.2.5.3.Receptores Tirosinoquinases
1.3.2.5.4.Receptores Intracelulares
1.3.2.5.5.Regulação dos Receptores
1.3.3. DNA e RNA
1.3.4. Dessensibilização
1.3.5. Classificação dos Fármacos Conforme Interação
Fármaco-Receptor
1.4. Cálculos de Dosagens
1.4.1. Cálculo de Gotejamento
1.4.2. Cálculo de Porcentagem
2. Farmacologia do Sistema Nervoso Periférico
2.1. Neurotransmissão do Sistema Nervoso Periférico
2.1.1. Anatomia do Sistema Nervoso Autonômico e Somático
2.1.2. Neurotransmissão do Sistema Nervoso Autônomo (SNA) e
Somático (SNS)
2.1.3. Neurotransmissão Colinérgica
2.1.3.1. Receptores Colinérgicos
2.1.3.2. Receptores Nicotínicos
2.1.3.3. Receptores Muscarínicos
2.1.4. Transmissão Adrenérgica
2.1.4.1. Receptores Adrenérgicos
2.1.4.2. Receptores ?-Adrenérgicos
2.1.4.3. Receptores ß-Adrenérgicos
2.1.5. Outros Transmissores Autônomos
2.2. Agonistas Colinérgicos
2.2.1. Agonistas Colinérgicos de Ação Direta
2.2.1.1. Estrutura
2.2.1.2. Farmacocinética
2.2.1.3. Mecanismo de Ação
2.2.1.4. Propriedades Farmacológicas
2.2.1.5. Usos Clínicos
2.2.1.6. Efeitos Adversos
2.2.2. Agonistas Colinérgicos de Ação Indireta
2.2.2.1. Estrutura dos Anticolinesterásicos
2.2.2.2. Farmacocinética
2.2.2.3. Mecanismo de Ação
2.2.2.4. Propriedades Farmacológicas
2.2.2.5. Usos Clínicos
2.2.2.6. Efeitos Adversos
2.3. Antagonistas Colinérgicos
2.3.1. Antagonistas Muscarínicos
2.3.1.1. Mecanismo de Ação
2.3.1.2. Propriedades Farmacológicas
2.3.1.3. Usos Clínicos
2.3.1.4. Efeitos Adversos
2.3.2. Fármacos Bloqueadores Ganglionares
2.3.2.1. Mecanismo de Ação
2.3.2.2. Propriedades Farmacológicas
2.3.3. Fármacos Bloqueadores Neuromusculares
2.3.3.1. Função Neuromuscular Normal
2.3.3.2. Farmacologia Básica dos Fármacos Bloqueadores
Neuromusculares
2.3.3.2.1.Mecanismo de Ação
2.3.3.2.2.Efeitos Adversos
2.4. Agonistas e Antagonistas Adrenérgicos
2.4.1. Agonistas Adrenérgicos
2.4.1.1. Agonistas Beta-adrenérgicos
2.4.1.2. Agonistas Alfa-adrenérgicos
2.4.2. Antagonistas Adrenérgicos
2.4.2.1. Antagonistas Beta-adrenérgicos
2.4.2.2. Antagonistas Alfa1-adrenérgicos
3. Farmacologia do Sistema Nervoso Central
3.1. Neurotransmissão do Sistema Nervoso Central
3.1.1. Neurotransmissores no SNC
3.1.1.1. Ácido Gama-Aminobutírico (GABA)
3.1.1.2. Ácido Glutâmico ou Glutamato
3.1.1.3. Acetilcolina (Ach)
3.1.1.4. Dopamina
3.1.1.5. Noradrenalina
3.1.1.6. 5-Hidroxitriptamina (Serotonina)
3.1.1.7. Endocanabinóides
3.1.1.8. Óxido Nítrico
3.1.1.9. Neurotrofinas
3.2. Farmacologia da Ansiedade
3.2.1. Benzodiazepínicos
3.2.1.1. Farmacocinética
3.2.1.2. Mecanismos de Ação
3.2.1.3. Efeitos Adversos e Contra-indicações
3.2.1.4. Dependência e Uso Abusivo
3.2.1.5. Benzodiazepínicos x Álcool
3.3. Farmacologia da Depressão
3.3.1. Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
3.3.1.1. Mecanismo de Ação
3.3.1.2. Efeitos Adversos
3.3.1.3. Interações Medicamentosas
3.3.2. Inibidores da Monoaminooxidase (IMAO)
3.3.2.1. Mecanismo de Ação
3.3.2.2. Farmacocinética
3.3.2.3. Efeitos Adversos
3.3.2.4. Interações Medicamentosas
3.3.3. Inibidores Seletivos da Recaptura de Serotonina (ISRS)
3.3.3.1. Mecanismo de Ação
3.3.3.2. Efeitos Adversos
3.3.4. Fármacos Atípicos
3.3.4.1. Mecanismo de Ação
3.3.4.2. Efeitos Adversos
3.4. Anticonvulsivantes
3.4.1. Fisiopatologia da Epilepsia
3.4.2. Farmacologia Básica das Drogas Anticonvulsivantes
3.4.2.1. Fármacos que Bloqueiam Canais de Sódio
3.4.2.1.1.Efeitos Adversos
3.4.2.2. Fármacos que Interferem na Neurotransmissão GABAérgica
3.4.2.2.1.Fenobarbital
3.4.2.2.2.Ácido Valpróico e Valproato de Sódio
3.4.2.3. Fármacos Bloqueadores de Canais de Cálcio Tipo T
3.4.2.3.1.Mecanismo de Ação
3.4.2.3.2.Efeitos Adversos
3.4.2.4. Outros Fármarcos Usados no Tratamento da Epilepsia
3.5. Fármacos Antipsicóticos
3.5.1. Fisiopatologia da Psicose - Hipótese da Dopamina e Outras
Teorias
3.5.2. Farmacologia Básica dos Fármacos Antipsicóticos
3.5.2.1. Mecanismo de Ação
3.5.2.2. Efeitos Adversos
3.6. Fármacos Usados nos Distúrbios Degenerativos do SNC
3.6.1. Fármacos Antiparkinsonianos
3.6.1.1. Fisiopatologia da Doença de Parkinson
3.6.1.2. Farmacologia Básica das Drogas Antiparkinsonianas
3.6.1.2.1.Levodopa
3.6.1.2.1.1.Mecanismo de Ação
3.6.1.2.1.2.Aspectos Clínicos
3.6.1.2.1.3.Farmacocinética
3.6.1.2.1.4.Efeitos Adversos
3.6.1.2.2.Biperideno
3.6.1.2.2.1.Mecanismo de Ação
3.6.1.2.2.2.Farmacocinética
3.6.1.2.2.3.Efeitos Adversos
3.6.2. Fármacos Utilizados no Tratamento da Doença de Alzheimer
3.6.2.1. Fisiopatologia da Doença de Alzheimer
3.6.2.2. Farmacologia Básica das Drogas Utilizadas no
Tratamento da Doença de Alzheimer
3.7. Fármacos Estabilizadores de Humor
3.7.1. Fisiopatologia do Distúrbio Afetivo Bipolar
3.7.2. Farmacologia Básica das Drogas Estabilizadores de Humor
3.7.2.1. Carbonato de Lítio
3.7.2.1.1.Mecanismo de Ação
3.7.2.1.2.Farmacocinética
3.7.2.1.3.Efeitos Adversos
3.7.2.2. Ácido Valpróico e Valproato de Sódio
3.7.2.3. Carbamazapina
3.8. Fármacos Estimulantes
3.8.1. Anfetaminas
3.8.1.1. Mecanismo de Ação
3.8.1.2. Efeitos Farmacológicos
3.8.1.3. Efeitos Adversos
3.8.2. Metilxantinas
3.8.2.1. Mecanismo de Ação
3.8.2.2. Efeitos Adversos
3.8.3. Piracetam
4. Farmacologia Cardiovascular
4.1. Farmacologia Anti-hipertensiva
4.1.1. Fisiopatologia da Hipertensão
4.1.1.1. Fatores Relacionados ao DC
4.1.1.2. Fatores Relacionados a RPT
4.1.2. Sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona
4.1.2.1. Processos do SRAA
4.1.2.2. Efeitos da Angiotensina II
4.1.3. Consequências da Hipertensão
4.1.4. Fármacos Anti-hipertensivos
4.1.5. Bloqueadores Adrenérgicos
4.1.5.1. Metildopa
4.1.5.1.1.Farmacocinética
4.1.5.1.2.Efeitos Farmacológicos
4.1.5.1.3.Efeitos Adversos
4.1.5.2. Propranolol e Atenolol
4.1.5.2.1.Mecanismo de Ação
4.1.5.2.2.Efeitos Farmacológicos
4.1.5.2.3.Efeitos Adversos
4.1.6. Antagonistas dos Canais de Cálcio
4.1.6.1. Efeitos Adversos
4.1.7. Diuréticos
4.1.7.1. Efeitos Adversos
4.1.8. Fármacos Vasodilatadores
4.1.8.1. Hidralazina
4.1.8.1.1.Efeitos Adversos
4.1.8.2. Nitroprussiato de Sódio e (di) Nitrato de Isossorbida
4.1.8.2.1.Efeitos Adversos
4.1.9. Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (ECA)
4.1.10. Fármacos Antagonistas dos Receptores de Angiotensina II
4.2. Farmacologia da Insuficiência Cardíaca Congestiva
4.2.1. Fisiologia da Contração Cardíaca
4.2.2. Fisiopatologia da Insuficiência Cardíaca
4.2.2.1. Mecanismos de Compensação Neuro-Humorais
4.2.3. Fármacos Digitálicos
4.2.3.1. Mecanismo de Ação
4.2.3.2. Efeitos Sobre Outros Órgãos
4.2.3.3. Efeitos Adversos
4.2.3.4. Interações Farmacológicas
4.3. Fármacos Antiarrítmicos
4.3.1. Eletrofisiologia Cardíaca
4.3.1.1. Mecanismos Iônicos Envolvidos na Ritmicidade e
Contração Cardíaca
4.3.2. Fisiopatologia das Arritmias Cardíacas
4.3.3. Fármacos Antiarrítmicos
4.3.3.1. Mecanismo Geral de Ação
4.3.3.2. Classificação dos Fármacos Antiarrítmicos
4.4. Farmacologia dos Distúrbios Isquêmicos Cardíacos
4.4.1. Circulação Coronariana
4.4.1.1. Controle do Fluxo Sanguíneo Coronariano
4.4.2. Fisiopatologia da Angina
4.4.2.1. Metabolismo Energético do Miocárdio com Presença
de Hipoxia
4.4.2.2. Fatores de Risco para Doenças Cardíacas Isquêmicas
4.4.3. Farmacologia Antianginosa
4.4.3.1. Nitratos Orgânicos (Nitrovasodilatadores)
4.4.3.1.1.Mecanismo de Ação
4.4.3.1.2.Farmacocinética
4.4.3.1.3.Propriedades Farmacológicas
4.4.3.1.4.Efeitos Adversos
4.4.3.2. Bloqueadores de Canais de Cálcio
4.4.3.2.1.Mecanismo de Ação
4.4.3.2.2.Farmacocinética
4.4.3.2.3.Propriedades Farmacológicas
4.4.3.2.4.Efeitos Adversos
4.4.3.3. Antagonistas dos Receptores Adrenérgicos
4.4.3.3.1.Mecanismo de Ação
4.4.3.3.2.Propriedades Farmacológicas
4.4.3.3.3.Efeitos Adversos
4.4.3.4. Antiplaquetários e Anticoagulantes (Antitrobóticos)
4.4.3.5. Inibidores da ECA
4.4.3.6. Hipolipemiantes
5. Farmacologia da Dor e Inflamação
5.1. Fármacos Analgésicos, Antipiréticos e Anti-inflamatórios
Não-Esteroidais (Aines)
5.1.1. Fisiologia
5.1.1.1. Dor
5.1.1.2. Febre
5.1.1.3. Inflamação
5.1.1.3.1.Resposta Inflamatória
5.1.2. Farmacologia dos AINES
5.1.2.1. Mecanismo de Ação
5.1.2.2. Anti-inflamatório Não-Esteroidal (AINE)
5.1.2.3. Efeito Antipirético
5.1.2.4. Efeito Analgésico
5.1.2.5. Efeito Anti-inflamatório
5.1.2.6. Efeitos Adversos
5.2. Analgésicos Opioides (Narcóticos)
5.2.1. Fisiopatologia da Dor
5.2.1.1. Transdução
5.2.1.2. Transmissão
5.2.1.3. Modulação
5.2.1.4. Percepção/Reação
5.2.2. Fármacos Opioides
5.2.2.1. Mecanismo de Ação
5.2.2.2. Farmacocinética
5.2.2.3. Efeitos Farmacológicos
5.2.2.4. Usos Clínicos
5.2.2.5. Efeitos Adversos
5.2.3. Antagonistas Opioides
5.2.3.1. Farmacocinética
5.2.3.2. Efeitos Farmacológicos
5.2.3.3. Efeitos Adversos
5.3. Anestésicos Locais
5.3.1. Farmacologia Básica dos Anestésicos Locais
5.3.2. Mecanismo de Ação
5.3.3. Farmacocinética
5.3.4. Efeitos Adversos
5.4. Anestésicos Gerais
5.4.1. Mecanismo de Ação Geral dos Anestésicos
5.4.1.1. Ação Sobre Canais
5.4.1.2. Ação Sobre o Sistema Nervoso Central
5.4.2. Farmacologia dos Anestésicos Inalatórios
5.4.2.1. Mecanismo de Ação
5.4.3. Farmacologia dos Anestésicos Gerais Intravenosos
5.4.3.1. Mecanismo de Ação
5.4.3.2. Efeitos Adversos dos Anestésicos Gerais
6. Farmacologia Sanguínea
6.1. Antianêmicos
6.1.1. Fisiologia do Sangue
6.1.1.1. Eritropoiese – A Formação das Células Vermelhas
6.1.2. Fisiopatologia das Anemias
6.1.3. Fármacos Antianêmicos
6.2. Anticoagulantes
6.2.1. Introdução
6.2.2. Fisiologia
6.2.2.1. Hemostasia
6.2.2.2. Coagulação Sanguínea
6.2.3. Fisiopatologia
6.2.4. Farmacologia
6.2.4.1. Anticoagulantes Parenterais
6.2.4.1.1.Heparina Sódica
6.2.4.1.1.1.Mecanismo de Ação
6.2.4.1.1.2.Efeitos Adversos
6.2.4.2. Anticoagulantes Orais
6.2.4.2.1.Warfarina Sódica
6.2.4.2.1.1.Química
6.2.4.2.1.2.Mecanismo de Ação
6.2.4.2.1.3.Reações Adversas
6.3. Hipolipemiantes
6.3.1. Metabolismo das Lipoproteínas
6.3.2. Síntese do Colesterol
6.3.3. Hipercolesterolemia e Aterosclerose
6.3.4. Fisiopatologia da Aterosclerose
6.3.4.1. Fatores de Risco
6.3.4.2. Mecanismos de Desenvolvimento da Aterosclerose
6.3.5. Farmacologia dos Hipolipimiantes
6.3.5.1. Estatinas
6.3.5.1.1.Mecanismo de Ação
6.3.5.1.2.Efeitos Adversos
6.3.5.2. Sequestradores de Sais Biliares
6.3.5.2.1.Mecanismo de Ação
6.3.5.2.2.Efeitos Adversos
6.3.5.3. Fibratos
6.3.5.3.1.Mecanismo de Ação
6.3.5.3.2.Efeitos Adversos
7. Farmacologia do Trato Gastrointestinal
7.1. Fármacos Antieméticos
7.1.1. Fisiopatologia da Náusea e Vômito
7.1.1.1. Antagonista dos Receptores 5-HT3
7.1.1.2. Antagonistas dos Receptores D2
7.1.1.2.1.Efeitos Adversos
7.1.1.3. Antagonistas dos Receptores H1
7.1.1.3.1.Efeitos Adversos
7.2. Farmacologia da Acidez Gástrica
7.2.1. Antiácidos Locais
7.2.1.1. Antagonistas do Receptor H2
7.2.1.1.1.Mecanismo de Ação
7.2.1.1.2.Efeitos Adversos
7.2.2. Inibidores da Bomba de Prótons (IBPs)
7.2.2.1. Mecanismo de Ação
7.2.2.2. Efeitos Adversos
7.3. Laxativos e Purgativos
7.3.1. Efeitos Adversos
8. Farmacologia Respiratória
8.1. Farmacologia da Asma
8.1.1. Agonistas Beta2-Adrenérgicos
8.1.1.1. Mecanismo de Ação
8.1.1.2. Efeitos Adversos
8.1.2. Anticolinérgicos
8.1.2.1. Efeitos Adversos
8.1.3. Corticosteroides
8.1.3.1. Mecanismo de Ação
8.1.3.2. Efeitos Adversos
8.1.4. Metilxantinas
8.1.4.1. Efeitos Adversos
8.2. Expectorantes
8.2.1. Efeitos Adversos dos Expectorantes
8.3. Mucolíticos
8.3.1. Efeitos Adversos dos Mucolíticos
8.4. Antitussígenos
8.4.1. Efeitos Adversos
9. Farmacologia Endócrina
9.1. Fármacos Contraceptivos
9.1.1. Fisiologia Endócrina Reprodutiva
9.1.2. Hipotálamo
9.1.2.1. Fator de Liberação de Gonadotrofinas (GnRH)
9.1.3. Hipófise Anterior
9.1.4. Ciclo Menstrual
9.1.4.1. Fase Folicular
9.1.4.2. Ovulação
9.1.4.3. Fase Lútea
9.1.4.4. Fase Menstrual
9.1.5. Estrogênios
9.1.5.1. Propriedades Fisiológicas
9.1.5.2. No Útero e Órgãos Sexuais Femininos Externos
9.1.5.3. No Metabolismo Ósseo
9.1.5.4. No Metabolismo Proteico
9.1.5.5. No Metabolismo Lipídico
9.1.5.6. No Metabolismo dos Carboidratos
9.1.5.7. No Sistema Cardiovascular
9.1.5.8. No Equilíbrio Eletrolítico
9.1.6. Progestogênios
9.1.6.1. Propriedades Fisiológicas
9.1.6.1.1.No Útero, Tubas Uterinas e Órgãos Sexuais Femininos Externos
9.1.6.1.2.No Sistema Nervoso Central
9.1.6.1.3.No Metabolismo Geral
9.1.7. Fármacos Contraceptivos
9.1.7.1. Tipos de Fármacos Contraceptivos
9.1.7.1.1.Fármacos Contraceptivos Orais Combinados
9.1.7.1.2.Fármacos Contraceptivos Contendo Apenas Progestogênios
9.1.7.1.3.Fármacos Contraceptivos de Emergência
9.1.7.2. Mecanismo de Ação
9.1.7.3. Farmacocinética
9.1.7.4. Efeitos Adversos
9.2. Fármacos Tireoidianos
9.2.1. Fisiopatologia dos Distúrbios da Tireoide
9.2.1.1. Bócio Simples
9.2.1.2. Hipotireoidismo
9.2.1.3. Hipertireoidismo
9.2.2. Fármacos Tireoidianos e Antitireoidianos
9.2.3. Hormônios Tireoidianos
9.2.3.1. Mecanismo de Ação
9.2.3.2. Efeitos Farmacológicos
9.2.3.3. Efeitos Adversos
9.2.4. Fármacos Antitireoidianos
9.2.4.1. Propiltiouracila, Metimazol e Carbimazol
9.2.4.1.1.Mecanismo de Ação
9.2.4.1.2.Efeitos Adversos
9.2.4.2. Iodeto de Potássio
9.2.4.2.1.Mecanismo de Ação
9.2.4.2.2.Efeitos Farmacológicos
9.2.4.2.3.Efeitos Adversos
9.3. Fármacos Antidiabéticos
9.3.1. Fisiopatologia do Diabetes Melito
9.3.2. Fármacos Antidiabéticos
9.3.2.1. Insulina
9.3.3. Hipoglicemiantes Orais
9.3.3.1. Mecanismo de Ação
9.3.3.2. Efeitos Adversos
9.3.4. Anti-hiperglicemiantes
9.3.4.1. Metformina
9.3.4.1.1.Mecanismo de Ação
9.3.4.1.2.Farmacocinética
9.3.4.1.3.Efeitos Adversos
9.4. Corticosteroides
9.4.1. Fisiologia do Eixo Hipotálamo-Hipófise-Adrenal
9.4.1.1. Glicocorticoides
9.4.1.1.1.Efeito Sobre o Metabolismo dos Carboidratos
9.4.1.1.2.Efeito Sobre o Metabolismo de Proteínas
9.4.1.1.3.Efeito Sobre o Metabolismo de Lipídios
9.4.1.1.4. Efeito Importante na Resistência ao Estresse e à Inflamação
9.4.2. Fármacos Glicocorticoides
9.4.2.1. Efeitos Farmacológicos
9.4.2.2. Efeitos Adversos
9.4.2.3. Interrupção da Terapia
10. Imunofarmacologia
10.1. Imunologia Básica
10.1.1. Sistema Imunológico
10.1.2. Respostas Imunes
10.1.2.1. Imunidade Inata
10.1.2.2. Imunidade Adaptativa
10.1.2.3. Imunidade Adaptativa Mediada por Células
10.1.2.4. Imunidade Adaptativa Humoral
10.1.3. Atuação Sistêmica das Citocinas Liberadas nas Respostas Imunes
10.1.4. Anormalidades do Sistema Imune
10.1.4.1. Doenças Autoimunes
10.1.4.2. Hipersensibilidades
10.1.4.3. Imunodeficiências
10.2. Imunossupressores e Imunoestimuladores
10.2.1. Imunossupressores
10.2.1.1. Azatioprina
10.2.1.1.1.Mecanismo de Ação
10.2.1.1.2.Farmacocinética
10.2.1.1.3.Efeitos Adversos
10.2.2. Ciclofosfamida
10.2.2.1. Mecanismo de Ação
10.2.2.2. Farmacocinética
10.2.2.3. Efeitos Adversos
10.2.3. Metotrexato de Sódio
10.2.3.1. Mecanismo de Ação
10.2.3.2. Farmacocinética
10.2.3.3. Efeitos Adversos
10.2.4. Ciclosporina
10.2.4.1. Mecanismo de Ação
10.2.4.2. Farmacocinética
10.2.4.3. Efeitos Adversos
10.2.5. Glicocorticoides
10.2.5.1. Mecanismo de Ação
10.2.5.2. Farmacocinética
10.2.5.3. Efeitos Adversos
10.2.6. Imunoestimuladores
10.2.6.1. Citocinas
10.2.6.2. Interleucina 2
10.2.6.3. Interferons (IFN)
10.2.7. Bacilo de Calmete-Guérin (BCG)
10.3. Farmacologia da Alergia
10.3.1. Mecanismo de Ação
10.3.2. Efeitos Farmacológicos
10.3.3. Efeitos Adversos
11. Farmacologia do Câncer
11.1. Fármacos Antineoplásicos
11.1.1. Agentes Alquilantes
11.1.1.1. Ciclofosfamida
11.1.1.1.1.Farmacocinética
11.1.1.1.2.Mecanismo de Ação
11.1.1.1.3.Efeitos Adversos
11.1.1.2. Clorambucil
11.1.1.2.1.Farmacocinética
11.1.1.2.2.Efeitos Farmacológicos
11.1.1.2.3.Efeitos Adversos
11.1.2. Antimetabólicos
11.1.2.1. Fluoruracila
11.1.2.1.1.Farmacocinética
11.1.2.1.2.Mecanismo de Ação
11.1.2.1.3.Efeitos Adversos
11.1.2.2. Metotrexato
11.1.2.2.1.Farmacocinética
11.1.2.2.2.Mecanismo de ação
11.1.2.2.3.Efeitos Adversos
11.1.3. Alcalóide da Vinca
11.1.3.1. Mecanismo de Ação
11.1.3.2. Efeitos Adversos
11.1.4. Antibiótico
11.1.5. Doxorrubicina
11.1.5.1. Farmacocinética
11.1.5.2. Mecanismo de Ação
11.1.5.3. Efeitos Adversos
11.1.6. Compostos da Platina
11.1.6.1. Cisplatina e Carboplatina
11.1.6.1.1.Farmacocinética
11.1.6.1.2.Mecanismo de Ação
11.1.6.1.3.Efeitos Adversos
11.1.7. Antiestrógenos
11.1.8. Tamoxifeno
11.1.8.1. Mecanismo de Ação
11.1.8.2. Farmacocinética
11.1.8.3. Efeitos Adversos
12. Farmacologia das Infecções
12.1. Fisiologia Bacteriana
12.1.1. Morfologia e Estrutura da Célula Bacteriana
12.1.1.1. Forma e Tamanho
12.1.2. Estruturas da Célula Bacteriana
12.1.2.1. Parede Celular
12.1.2.1.1.Bactérias Gram-positivas
12.1.2.1.2.Bactérias Gram-negativas
12.1.2.1.3.Membrana Externa
12.1.2.1.4.Espaço Periplasmático
12.1.2.1.5.Cápsula
12.1.2.1.6.Flagelos
12.1.2.1.7.Fímbrias
12.1.2.1.8.Nucleóide
12.1.2.1.9.Plasmídeos
12.1.3. Componentes Citoplasmáticos
12.1.3.1. Citoplasma
12.1.3.2. Ribossomos
12.1.3.3. Grânulos
12.1.3.4. Esporos Bacterianos
12.1.4. Fisiologia Bacteriana
12.1.4.1. Nutrição
12.1.4.2. Macronutrientes
12.1.4.3. Carbono
12.1.4.4. Oxigênio
12.1.4.5. Hidrogênio
12.1.4.6. Nitrogênio
12.1.4.7. Enxofre
12.1.4.8. Fósforo
12.1.4.9. Micronutrientes
12.2. Antibacterianos que Atuam na Parede Celular Bacteriana
12.2.1. Drogas que Atuam na Parede Celular Bacteriana
12.2.1.1. Antibacterianos Beta-Lactâmicos
12.2.1.2. Mecanismo de Ação
12.2.2. Penicilinas
12.2.2.1. Efeitos Adversos
12.2.3. Cefalosporinas
12.2.3.1. Efeitos Adversos
12.2.4. Carbapenens
12.2.4.1. Efeitos Adversos
12.2.5. Monobactâmicos
12.2.5.1. Efeitos Adversos
12.2.6. Outras Drogas que Inibem a Síntese da Parede Celular
12.2.6.1. Vancomicina
12.2.6.1.1.Mecanismo de Ação da Vancomicina
12.2.6.1.2.Reações Adversas Relacionadas à Vancomicina
12.2.6.2. Teicoplanina
12.2.6.3. Fosfomicina
12.2.6.4. Bacitracina
12.3. Antibacterianos que Atuam na Síntese Proteica Bacteriana
12.3.1. Aminoglicosídeos
12.3.1.1. Mecanismo de Ação
12.3.1.2. Indicações do Uso dos Aminoglicosídeos
12.3.1.3. Contraindicações ao Uso dos Aminoglicosídeos
12.3.2. Antibióticos Tetracíclicos
12.3.2.1. Mecanismo de Ação das Drogas Tetracíclicas
12.3.2.2. Indicações do Uso das Drogas Tetracíclicas
12.3.2.3. Contraindicações ao Uso das Drogas Tetracíclicas
12.3.3. Macrolídeos
12.3.3.1. Mecanismo de Ação dos Macrolídeos
12.3.3.2. Indicações do Uso dos Macrolídeos
12.3.3.3. Contraindicações do Uso dos Macrolídeos
12.3.4. Outras Drogas Antibacterianas que Atuam na Síntese Proteica
12.3.4.1. Cloranfenicol
12.3.4.1.1.Mecanismo de Ação do Cloranfenicol
12.3.4.1.2.Indicações do Uso do Cloranfenicol
12.3.4.1.3.Contraindicações do Uso do Cloranfenicol
12.3.5. Clindamicina
12.3.5.1. Mecanismo de Ação da Clindamicina
12.3.5.2. Indicações do Uso da Clindamicina
12.3.5.3. Contraindicações do Uso da Clindamicina
12.3.6. Linezolida
12.3.6.1. Mecanismo de Ação da Linezolida
12.3.6.2. Indicações do Uso da Linezolida
12.3.6.3. Contraindicações do Uso da Linezolida
12.3.7. Quinupristina/Dalfopristina
12.3.7.1. Indicações do Uso da Quinupristina/Dalfopristina
12.3.7.2. Contraindicações do Uso da Quinupristina/Dalfopristina
12.4. Antibacterianos que Atuam nos Ácidos Nucléicos Bacterianos
12.4.1. Sulfonamidas
12.4.1.1. Mecanismo de Ação das Sulfonamidas
12.4.1.2. Indicações do Uso das Sulfonamidas
12.4.1.3. Contraindicações do Uso das Sulfonamidas
12.4.2. Quinolonas
12.4.2.1. Mecanismo de Ação das Quinolonas
12.4.2.2. Indicações do Uso das Quinolonas
12.4.2.3. Contraindicações do Uso das Quinolonas
12.4.3. Antisséptico Urinário
12.4.4. Nitrofurantoína
12.4.4.1. Mecanismo de Ação da Nitrofurantoína
12.4.4.2. Indicações do Uso da Nitrofurantoína
12.4.4.3. Contraindicações do Uso da Nitrofurantoína
12.4.5. Outras Drogas que Atuam nos Ácidos Nucléicos Bacterianos
12.4.5.1. Metronidazol
12.4.5.1.1.Mecanismo de Ação do Metronidazol
12.4.5.1.2.Indicações do Uso do Metronidazol
12.4.5.1.3.Contraindicações do Uso do Metronidazol
12.4.5.2. Rifampicina
12.4.5.2.1.Mecanismo de Ação da Rifampicina
12.4.5.2.2.Indicações do Uso da Rifampicina
12.4.5.2.3.Contraindicações do Uso da Rifampicina
12.4.5.3. Dapsona
12.4.5.3.1.Mecanismo de Ação da Dapsona
12.4.5.3.2.Indicações do Uso da Dapsona
12.4.5.3.3.Contraindicações do Uso da Dapsona
12.4.5.4. Clofazimina
12.4.5.4.1.Mecanismo de Ação da Clofazimina
12.4.5.4.2.Indicações do Uso da Clofazimina
12.5. Fármacos Antifúngicos
12.5.1. Características Básicas Relacionadas aos Fungos
12.5.2. Fisiopatologia da Infecção Fúngica
12.5.3. Farmacologia Antifúngica
12.5.4. Antifúngicos Sistêmicos
12.5.4.1. Anfotericina B
12.5.4.1.1.Características Farmacocinéticas
12.5.4.1.2.Mecanismo de Ação
12.5.4.1.3.Efeitos Adversos
12.5.5. Fluconazol e Azóis
12.5.5.1. Mecanismo de Ação dos Azóis
12.5.5.2. Características Farmacocinéticas
12.5.5.3. Efeitos Adversos
12.5.6. Antifúngicos Tópicos
12.5.6.1. Cetoconazol
12.5.6.1.1.Efeitos Adversos
12.5.6.2. Nistatina
12.5.6.2.1.Efeitos Adversos
12.5.6.3. Nitrato de Miconazol
12.5.6.3.1.Características Farmacocinéticas
12.5.6.3.2.Efeitos Adversos
12.6. Fármacos Antivirais
12.6.1. Características Básicas Relacionadas aos Vírus
12.6.2. Fisiopatologia da Infecção Viral
12.6.3. HIV e AIDS
12.6.4. Farmacologia Antiviral
12.6.5. Inibidores da Polimerase Viral
12.6.5.1. Mecanismo de Ação
12.6.5.2. Efeitos Adversos
12.6.6. Aciclovir
12.6.6.1. Mecanismo de Ação Específico
12.6.6.2. Farmacocinética
12.6.7. Ganciclovir
12.6.7.1. Mecanismo de Ação
12.6.7.2. Farmacocinética
12.6.7.3. Efeitos Adversos Específicos
12.6.8. Fármacos Antirretrovirais
12.6.9. Inibidores da Transcriptase Reversa de Núcleosídeos
12.6.9.1. Mecanismo de Ação da Classe
12.6.9.2. Efeitos Adversos da Classe
12.6.10. Inibidores da Transcriptase Reversa não Análogos de Nucleosídeos
12.6.10.1.Mecanismo de Ação
12.6.10.2.Efeitos Adversos
12.6.11. Inibidores da Transcriptase Reversa Análogos de Nucleotídeos
12.6.11.1.Mecanismo de Ação
12.6.12. Inibidores de Protease
12.6.12.1.Mecanismo de Ação
12.6.12.2.Farmacocinética
12.6.12.3.Efeitos Adversos
Referências
Glossário

Amostra Exercícios

Download do arquivo de exercícios

Clique aqui para fazer o download.
REF: 978-85-371-0450-7 Categoria

A farmacologia é a área da medicina que estuda as propriedades químicas dos medicamentos e suas respectivas classificações e indicações. Ela realiza o estudo dos fármacos no seu sentido mais amplo, sendo dividida em algumas áreas de acordo com o estudo que se quer obter a respeito dos fármacos.

O livro Fundamentos de Farmacologia apresenta em linguagem simples, um conteúdo dinâmico com itens importantes e que devem ser conhecidos por profissionais da área. Entre os tópicos abordados estão: introdução à farmacologia, as áreas da farmacologia, a farmacocinética básica, a farmacodinâmica, como fazer cálculos de dosagens, a farmacologia e a neurotransmissão do sistema nervoso periférico, a farmacologia e a neurotransmissão do sistema nervoso central, a farmacologia da ansiedade e da depressão, os anticonvulsivantes, os fármacos estabilizadores de humor, fármacos estimulantes, a farmacologia cardiovascular, a farmacologia anti-hipertensiva, a farmacologia da insuficiência cardíaca congestiva, os fármacos antiarrítmicos, a farmacologia dos distúrbios isquêmicos cardíacos, a farmacologia da dor e inflamação, os fármacos analgésicos, a farmacologia sanguínea, os antianêmicos, os anticoagulantes, a farmacologia do trato gastrointestinal, os laxativos e purgativos, a farmacologia respiratória, a farmacologia da asma, os expectorantes, a farmacologia endócrina, os fármacos contraceptivos, os fármacos tireoidianos, os fármacos antidiabéticos, a imunofarmacologia, a farmacologia da alergia, a farmacologia do câncer, os fármacos antineoplásicos, a farmacologia das infecções, a fisiologia bacteriana, os fármacos antifúngicos, os fármacos antivirais, entre outros.

Peso 0.51 kg
Dimensões 210 x 148 x 2 mm
Autor

Vinicius H. P. Soares

Sumario

1. Introdução à Farmacologia
<br />1.1. Áreas da Farmacologia
<br />1.2. Farmacocinética Básica
<br />1.2.1. Absorção de Fármacos
<br />1.2.2. Distribuição dos Fármacos
<br />1.2.2.1. Proteínas Plasmáticas
<br />1.2.2.2. Depósitos Teciduais
<br />1.2.2.3. Barreira Hematoencefálica
<br />1.2.2.4. Riscos da Gravidez
<br />1.2.3. Metabolismo (Biotransformação) dos Fármacos
<br />1.2.3.1. Indução Enzimática
<br />1.2.3.2. Inibição Enzimática
<br />1.2.4. Excreção dos Fármacos
<br />1.2.4.1. Excreção Renal
<br />1.2.4.2. Excreção pelo Trato Digestivo
<br />1.2.4.3. Excreção pelos Pulmões
<br />1.3. Farmacodinâmica
<br />1.3.1. Alvos de Ação dos Fármacos
<br />1.3.2. Proteínas
<br />1.3.2.1. Canais Iônicos
<br />1.3.2.1.1.Canais Iônicos Ativados por Voltagem
<br />1.3.2.1.2.Canais Iônicos Ativados por Metabólitos
<br />1.3.2.1.3.Canais Iônicos Ativados por Pressão
<br />1.3.2.2. Transportadores
<br />1.3.2.3. Enzimas
<br />1.3.2.4. Proteínas Estruturais
<br />1.3.2.5. Receptores
<br />1.3.2.5.1.Receptores Ionotrópicos
<br />1.3.2.5.2.Receptores Metabotrópicos
<br />1.3.2.5.3.Receptores Tirosinoquinases
<br />1.3.2.5.4.Receptores Intracelulares
<br />1.3.2.5.5.Regulação dos Receptores
<br />1.3.3. DNA e RNA
<br />1.3.4. Dessensibilização
<br />1.3.5. Classificação dos Fármacos Conforme Interação
<br /> Fármaco-Receptor
<br />1.4. Cálculos de Dosagens
<br />1.4.1. Cálculo de Gotejamento
<br />1.4.2. Cálculo de Porcentagem
<br />2. Farmacologia do Sistema Nervoso Periférico
<br />2.1. Neurotransmissão do Sistema Nervoso Periférico
<br />2.1.1. Anatomia do Sistema Nervoso Autonômico e Somático
<br />2.1.2. Neurotransmissão do Sistema Nervoso Autônomo (SNA) e
<br /> Somático (SNS)
<br />2.1.3. Neurotransmissão Colinérgica
<br />2.1.3.1. Receptores Colinérgicos
<br />2.1.3.2. Receptores Nicotínicos
<br />2.1.3.3. Receptores Muscarínicos
<br />2.1.4. Transmissão Adrenérgica
<br />2.1.4.1. Receptores Adrenérgicos
<br />2.1.4.2. Receptores ?-Adrenérgicos
<br />2.1.4.3. Receptores ß-Adrenérgicos
<br />2.1.5. Outros Transmissores Autônomos
<br />2.2. Agonistas Colinérgicos
<br />2.2.1. Agonistas Colinérgicos de Ação Direta
<br />2.2.1.1. Estrutura
<br />2.2.1.2. Farmacocinética
<br />2.2.1.3. Mecanismo de Ação
<br />2.2.1.4. Propriedades Farmacológicas
<br />2.2.1.5. Usos Clínicos
<br />2.2.1.6. Efeitos Adversos
<br />2.2.2. Agonistas Colinérgicos de Ação Indireta
<br />2.2.2.1. Estrutura dos Anticolinesterásicos
<br />2.2.2.2. Farmacocinética
<br />2.2.2.3. Mecanismo de Ação
<br />2.2.2.4. Propriedades Farmacológicas
<br />2.2.2.5. Usos Clínicos
<br />2.2.2.6. Efeitos Adversos
<br />2.3. Antagonistas Colinérgicos
<br />2.3.1. Antagonistas Muscarínicos
<br />2.3.1.1. Mecanismo de Ação
<br />2.3.1.2. Propriedades Farmacológicas
<br />2.3.1.3. Usos Clínicos
<br />2.3.1.4. Efeitos Adversos
<br />2.3.2. Fármacos Bloqueadores Ganglionares
<br />2.3.2.1. Mecanismo de Ação
<br />2.3.2.2. Propriedades Farmacológicas
<br />2.3.3. Fármacos Bloqueadores Neuromusculares
<br />2.3.3.1. Função Neuromuscular Normal
<br />2.3.3.2. Farmacologia Básica dos Fármacos Bloqueadores
<br /> Neuromusculares
<br />2.3.3.2.1.Mecanismo de Ação
<br />2.3.3.2.2.Efeitos Adversos
<br />2.4. Agonistas e Antagonistas Adrenérgicos
<br />2.4.1. Agonistas Adrenérgicos
<br />2.4.1.1. Agonistas Beta-adrenérgicos
<br />2.4.1.2. Agonistas Alfa-adrenérgicos
<br />2.4.2. Antagonistas Adrenérgicos
<br />2.4.2.1. Antagonistas Beta-adrenérgicos
<br />2.4.2.2. Antagonistas Alfa1-adrenérgicos
<br />3. Farmacologia do Sistema Nervoso Central
<br />3.1. Neurotransmissão do Sistema Nervoso Central
<br />3.1.1. Neurotransmissores no SNC
<br />3.1.1.1. Ácido Gama-Aminobutírico (GABA)
<br />3.1.1.2. Ácido Glutâmico ou Glutamato
<br />3.1.1.3. Acetilcolina (Ach)
<br />3.1.1.4. Dopamina
<br />3.1.1.5. Noradrenalina
<br />3.1.1.6. 5-Hidroxitriptamina (Serotonina)
<br />3.1.1.7. Endocanabinóides
<br />3.1.1.8. Óxido Nítrico
<br />3.1.1.9. Neurotrofinas
<br />3.2. Farmacologia da Ansiedade
<br />3.2.1. Benzodiazepínicos
<br />3.2.1.1. Farmacocinética
<br />3.2.1.2. Mecanismos de Ação
<br />3.2.1.3. Efeitos Adversos e Contra-indicações
<br />3.2.1.4. Dependência e Uso Abusivo
<br />3.2.1.5. Benzodiazepínicos x Álcool
<br />3.3. Farmacologia da Depressão
<br />3.3.1. Antidepressivos Tricíclicos (ADTs)
<br />3.3.1.1. Mecanismo de Ação
<br />3.3.1.2. Efeitos Adversos
<br />3.3.1.3. Interações Medicamentosas
<br />3.3.2. Inibidores da Monoaminooxidase (IMAO)
<br />3.3.2.1. Mecanismo de Ação
<br />3.3.2.2. Farmacocinética
<br />3.3.2.3. Efeitos Adversos
<br />3.3.2.4. Interações Medicamentosas
<br />3.3.3. Inibidores Seletivos da Recaptura de Serotonina (ISRS)
<br />3.3.3.1. Mecanismo de Ação
<br />3.3.3.2. Efeitos Adversos
<br />3.3.4. Fármacos Atípicos
<br />3.3.4.1. Mecanismo de Ação
<br />3.3.4.2. Efeitos Adversos
<br />3.4. Anticonvulsivantes
<br />3.4.1. Fisiopatologia da Epilepsia
<br />3.4.2. Farmacologia Básica das Drogas Anticonvulsivantes
<br />3.4.2.1. Fármacos que Bloqueiam Canais de Sódio
<br />3.4.2.1.1.Efeitos Adversos
<br />3.4.2.2. Fármacos que Interferem na Neurotransmissão GABAérgica
<br />3.4.2.2.1.Fenobarbital
<br />3.4.2.2.2.Ácido Valpróico e Valproato de Sódio
<br />3.4.2.3. Fármacos Bloqueadores de Canais de Cálcio Tipo T
<br />3.4.2.3.1.Mecanismo de Ação
<br />3.4.2.3.2.Efeitos Adversos
<br />3.4.2.4. Outros Fármarcos Usados no Tratamento da Epilepsia
<br />3.5. Fármacos Antipsicóticos
<br />3.5.1. Fisiopatologia da Psicose – Hipótese da Dopamina e Outras
<br /> Teorias
<br />3.5.2. Farmacologia Básica dos Fármacos Antipsicóticos
<br />3.5.2.1. Mecanismo de Ação
<br />3.5.2.2. Efeitos Adversos
<br />3.6. Fármacos Usados nos Distúrbios Degenerativos do SNC
<br />3.6.1. Fármacos Antiparkinsonianos
<br />3.6.1.1. Fisiopatologia da Doença de Parkinson
<br />3.6.1.2. Farmacologia Básica das Drogas Antiparkinsonianas
<br />3.6.1.2.1.Levodopa
<br />3.6.1.2.1.1.Mecanismo de Ação
<br />3.6.1.2.1.2.Aspectos Clínicos
<br />3.6.1.2.1.3.Farmacocinética
<br />3.6.1.2.1.4.Efeitos Adversos
<br />3.6.1.2.2.Biperideno
<br />3.6.1.2.2.1.Mecanismo de Ação
<br />3.6.1.2.2.2.Farmacocinética
<br />3.6.1.2.2.3.Efeitos Adversos
<br />3.6.2. Fármacos Utilizados no Tratamento da Doença de Alzheimer
<br />3.6.2.1. Fisiopatologia da Doença de Alzheimer
<br />3.6.2.2. Farmacologia Básica das Drogas Utilizadas no
<br /> Tratamento da Doença de Alzheimer
<br />3.7. Fármacos Estabilizadores de Humor
<br />3.7.1. Fisiopatologia do Distúrbio Afetivo Bipolar
<br />3.7.2. Farmacologia Básica das Drogas Estabilizadores de Humor
<br />3.7.2.1. Carbonato de Lítio
<br />3.7.2.1.1.Mecanismo de Ação
<br />3.7.2.1.2.Farmacocinética
<br />3.7.2.1.3.Efeitos Adversos
<br />3.7.2.2. Ácido Valpróico e Valproato de Sódio
<br />3.7.2.3. Carbamazapina
<br />3.8. Fármacos Estimulantes
<br />3.8.1. Anfetaminas
<br />3.8.1.1. Mecanismo de Ação
<br />3.8.1.2. Efeitos Farmacológicos
<br />3.8.1.3. Efeitos Adversos
<br />3.8.2. Metilxantinas
<br />3.8.2.1. Mecanismo de Ação
<br />3.8.2.2. Efeitos Adversos
<br />3.8.3. Piracetam
<br />4. Farmacologia Cardiovascular
<br />4.1. Farmacologia Anti-hipertensiva
<br />4.1.1. Fisiopatologia da Hipertensão
<br />4.1.1.1. Fatores Relacionados ao DC
<br />4.1.1.2. Fatores Relacionados a RPT
<br />4.1.2. Sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona
<br />4.1.2.1. Processos do SRAA
<br />4.1.2.2. Efeitos da Angiotensina II
<br />4.1.3. Consequências da Hipertensão
<br />4.1.4. Fármacos Anti-hipertensivos
<br />4.1.5. Bloqueadores Adrenérgicos
<br />4.1.5.1. Metildopa
<br />4.1.5.1.1.Farmacocinética
<br />4.1.5.1.2.Efeitos Farmacológicos
<br />4.1.5.1.3.Efeitos Adversos
<br />4.1.5.2. Propranolol e Atenolol
<br />4.1.5.2.1.Mecanismo de Ação
<br />4.1.5.2.2.Efeitos Farmacológicos
<br />4.1.5.2.3.Efeitos Adversos
<br />4.1.6. Antagonistas dos Canais de Cálcio
<br />4.1.6.1. Efeitos Adversos
<br />4.1.7. Diuréticos
<br />4.1.7.1. Efeitos Adversos
<br />4.1.8. Fármacos Vasodilatadores
<br />4.1.8.1. Hidralazina
<br />4.1.8.1.1.Efeitos Adversos
<br />4.1.8.2. Nitroprussiato de Sódio e (di) Nitrato de Isossorbida
<br />4.1.8.2.1.Efeitos Adversos
<br />4.1.9. Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (ECA)
<br />4.1.10. Fármacos Antagonistas dos Receptores de Angiotensina II
<br />4.2. Farmacologia da Insuficiência Cardíaca Congestiva
<br />4.2.1. Fisiologia da Contração Cardíaca
<br />4.2.2. Fisiopatologia da Insuficiência Cardíaca
<br />4.2.2.1. Mecanismos de Compensação Neuro-Humorais
<br />4.2.3. Fármacos Digitálicos
<br />4.2.3.1. Mecanismo de Ação
<br />4.2.3.2. Efeitos Sobre Outros Órgãos
<br />4.2.3.3. Efeitos Adversos
<br />4.2.3.4. Interações Farmacológicas
<br />4.3. Fármacos Antiarrítmicos
<br />4.3.1. Eletrofisiologia Cardíaca
<br />4.3.1.1. Mecanismos Iônicos Envolvidos na Ritmicidade e
<br /> Contração Cardíaca
<br />4.3.2. Fisiopatologia das Arritmias Cardíacas
<br />4.3.3. Fármacos Antiarrítmicos
<br />4.3.3.1. Mecanismo Geral de Ação
<br />4.3.3.2. Classificação dos Fármacos Antiarrítmicos
<br />4.4. Farmacologia dos Distúrbios Isquêmicos Cardíacos
<br />4.4.1. Circulação Coronariana
<br />4.4.1.1. Controle do Fluxo Sanguíneo Coronariano
<br />4.4.2. Fisiopatologia da Angina
<br />4.4.2.1. Metabolismo Energético do Miocárdio com Presença
<br /> de Hipoxia
<br />4.4.2.2. Fatores de Risco para Doenças Cardíacas Isquêmicas
<br />4.4.3. Farmacologia Antianginosa
<br />4.4.3.1. Nitratos Orgânicos (Nitrovasodilatadores)
<br />4.4.3.1.1.Mecanismo de Ação
<br />4.4.3.1.2.Farmacocinética
<br />4.4.3.1.3.Propriedades Farmacológicas
<br />4.4.3.1.4.Efeitos Adversos
<br />4.4.3.2. Bloqueadores de Canais de Cálcio
<br />4.4.3.2.1.Mecanismo de Ação
<br />4.4.3.2.2.Farmacocinética
<br />4.4.3.2.3.Propriedades Farmacológicas
<br />4.4.3.2.4.Efeitos Adversos
<br />4.4.3.3. Antagonistas dos Receptores Adrenérgicos
<br />4.4.3.3.1.Mecanismo de Ação
<br />4.4.3.3.2.Propriedades Farmacológicas
<br />4.4.3.3.3.Efeitos Adversos
<br />4.4.3.4. Antiplaquetários e Anticoagulantes (Antitrobóticos)
<br />4.4.3.5. Inibidores da ECA
<br />4.4.3.6. Hipolipemiantes
<br />5. Farmacologia da Dor e Inflamação
<br />5.1. Fármacos Analgésicos, Antipiréticos e Anti-inflamatórios
<br /> Não-Esteroidais (Aines)
<br />5.1.1. Fisiologia
<br />5.1.1.1. Dor
<br />5.1.1.2. Febre
<br />5.1.1.3. Inflamação
<br />5.1.1.3.1.Resposta Inflamatória
<br />5.1.2. Farmacologia dos AINES
<br />5.1.2.1. Mecanismo de Ação
<br />5.1.2.2. Anti-inflamatório Não-Esteroidal (AINE)
<br />5.1.2.3. Efeito Antipirético
<br />5.1.2.4. Efeito Analgésico
<br />5.1.2.5. Efeito Anti-inflamatório
<br />5.1.2.6. Efeitos Adversos
<br />5.2. Analgésicos Opioides (Narcóticos)
<br />5.2.1. Fisiopatologia da Dor
<br />5.2.1.1. Transdução
<br />5.2.1.2. Transmissão
<br />5.2.1.3. Modulação
<br />5.2.1.4. Percepção/Reação
<br />5.2.2. Fármacos Opioides
<br />5.2.2.1. Mecanismo de Ação
<br />5.2.2.2. Farmacocinética
<br />5.2.2.3. Efeitos Farmacológicos
<br />5.2.2.4. Usos Clínicos
<br />5.2.2.5. Efeitos Adversos
<br />5.2.3. Antagonistas Opioides
<br />5.2.3.1. Farmacocinética
<br />5.2.3.2. Efeitos Farmacológicos
<br />5.2.3.3. Efeitos Adversos
<br />5.3. Anestésicos Locais
<br />5.3.1. Farmacologia Básica dos Anestésicos Locais
<br />5.3.2. Mecanismo de Ação
<br />5.3.3. Farmacocinética
<br />5.3.4. Efeitos Adversos
<br />5.4. Anestésicos Gerais
<br />5.4.1. Mecanismo de Ação Geral dos Anestésicos
<br />5.4.1.1. Ação Sobre Canais
<br />5.4.1.2. Ação Sobre o Sistema Nervoso Central
<br />5.4.2. Farmacologia dos Anestésicos Inalatórios
<br />5.4.2.1. Mecanismo de Ação
<br />5.4.3. Farmacologia dos Anestésicos Gerais Intravenosos
<br />5.4.3.1. Mecanismo de Ação
<br />5.4.3.2. Efeitos Adversos dos Anestésicos Gerais
<br />6. Farmacologia Sanguínea
<br />6.1. Antianêmicos
<br />6.1.1. Fisiologia do Sangue
<br />6.1.1.1. Eritropoiese – A Formação das Células Vermelhas
<br />6.1.2. Fisiopatologia das Anemias
<br />6.1.3. Fármacos Antianêmicos
<br />6.2. Anticoagulantes
<br />6.2.1. Introdução
<br />6.2.2. Fisiologia
<br />6.2.2.1. Hemostasia
<br />6.2.2.2. Coagulação Sanguínea
<br />6.2.3. Fisiopatologia
<br />6.2.4. Farmacologia
<br />6.2.4.1. Anticoagulantes Parenterais
<br />6.2.4.1.1.Heparina Sódica
<br />6.2.4.1.1.1.Mecanismo de Ação
<br />6.2.4.1.1.2.Efeitos Adversos
<br />6.2.4.2. Anticoagulantes Orais
<br />6.2.4.2.1.Warfarina Sódica
<br />6.2.4.2.1.1.Química
<br />6.2.4.2.1.2.Mecanismo de Ação
<br />6.2.4.2.1.3.Reações Adversas
<br />6.3. Hipolipemiantes
<br />6.3.1. Metabolismo das Lipoproteínas
<br />6.3.2. Síntese do Colesterol
<br />6.3.3. Hipercolesterolemia e Aterosclerose
<br />6.3.4. Fisiopatologia da Aterosclerose
<br />6.3.4.1. Fatores de Risco
<br />6.3.4.2. Mecanismos de Desenvolvimento da Aterosclerose
<br />6.3.5. Farmacologia dos Hipolipimiantes
<br />6.3.5.1. Estatinas
<br />6.3.5.1.1.Mecanismo de Ação
<br />6.3.5.1.2.Efeitos Adversos
<br />6.3.5.2. Sequestradores de Sais Biliares
<br />6.3.5.2.1.Mecanismo de Ação
<br />6.3.5.2.2.Efeitos Adversos
<br />6.3.5.3. Fibratos
<br />6.3.5.3.1.Mecanismo de Ação
<br />6.3.5.3.2.Efeitos Adversos
<br />7. Farmacologia do Trato Gastrointestinal
<br />7.1. Fármacos Antieméticos
<br />7.1.1. Fisiopatologia da Náusea e Vômito
<br />7.1.1.1. Antagonista dos Receptores 5-HT3
<br />7.1.1.2. Antagonistas dos Receptores D2
<br />7.1.1.2.1.Efeitos Adversos
<br />7.1.1.3. Antagonistas dos Receptores H1
<br />7.1.1.3.1.Efeitos Adversos
<br />7.2. Farmacologia da Acidez Gástrica
<br />7.2.1. Antiácidos Locais
<br />7.2.1.1. Antagonistas do Receptor H2
<br />7.2.1.1.1.Mecanismo de Ação
<br />7.2.1.1.2.Efeitos Adversos
<br />7.2.2. Inibidores da Bomba de Prótons (IBPs)
<br />7.2.2.1. Mecanismo de Ação
<br />7.2.2.2. Efeitos Adversos
<br />7.3. Laxativos e Purgativos
<br />7.3.1. Efeitos Adversos
<br />8. Farmacologia Respiratória
<br />8.1. Farmacologia da Asma
<br />8.1.1. Agonistas Beta2-Adrenérgicos
<br />8.1.1.1. Mecanismo de Ação
<br />8.1.1.2. Efeitos Adversos
<br />8.1.2. Anticolinérgicos
<br />8.1.2.1. Efeitos Adversos
<br />8.1.3. Corticosteroides
<br />8.1.3.1. Mecanismo de Ação
<br />8.1.3.2. Efeitos Adversos
<br />8.1.4. Metilxantinas
<br />8.1.4.1. Efeitos Adversos
<br />8.2. Expectorantes
<br />8.2.1. Efeitos Adversos dos Expectorantes
<br />8.3. Mucolíticos
<br />8.3.1. Efeitos Adversos dos Mucolíticos
<br />8.4. Antitussígenos
<br />8.4.1. Efeitos Adversos
<br />9. Farmacologia Endócrina
<br />9.1. Fármacos Contraceptivos
<br />9.1.1. Fisiologia Endócrina Reprodutiva
<br />9.1.2. Hipotálamo
<br />9.1.2.1. Fator de Liberação de Gonadotrofinas (GnRH)
<br />9.1.3. Hipófise Anterior
<br />9.1.4. Ciclo Menstrual
<br />9.1.4.1. Fase Folicular
<br />9.1.4.2. Ovulação
<br />9.1.4.3. Fase Lútea
<br />9.1.4.4. Fase Menstrual
<br />9.1.5. Estrogênios
<br />9.1.5.1. Propriedades Fisiológicas
<br />9.1.5.2. No Útero e Órgãos Sexuais Femininos Externos
<br />9.1.5.3. No Metabolismo Ósseo
<br />9.1.5.4. No Metabolismo Proteico
<br />9.1.5.5. No Metabolismo Lipídico
<br />9.1.5.6. No Metabolismo dos Carboidratos
<br />9.1.5.7. No Sistema Cardiovascular
<br />9.1.5.8. No Equilíbrio Eletrolítico
<br />9.1.6. Progestogênios
<br />9.1.6.1. Propriedades Fisiológicas
<br />9.1.6.1.1.No Útero, Tubas Uterinas e Órgãos Sexuais Femininos Externos
<br />9.1.6.1.2.No Sistema Nervoso Central
<br />9.1.6.1.3.No Metabolismo Geral
<br />9.1.7. Fármacos Contraceptivos
<br />9.1.7.1. Tipos de Fármacos Contraceptivos
<br />9.1.7.1.1.Fármacos Contraceptivos Orais Combinados
<br />9.1.7.1.2.Fármacos Contraceptivos Contendo Apenas Progestogênios
<br />9.1.7.1.3.Fármacos Contraceptivos de Emergência
<br />9.1.7.2. Mecanismo de Ação
<br />9.1.7.3. Farmacocinética
<br />9.1.7.4. Efeitos Adversos
<br />9.2. Fármacos Tireoidianos
<br />9.2.1. Fisiopatologia dos Distúrbios da Tireoide
<br />9.2.1.1. Bócio Simples
<br />9.2.1.2. Hipotireoidismo
<br />9.2.1.3. Hipertireoidismo
<br />9.2.2. Fármacos Tireoidianos e Antitireoidianos
<br />9.2.3. Hormônios Tireoidianos
<br />9.2.3.1. Mecanismo de Ação
<br />9.2.3.2. Efeitos Farmacológicos
<br />9.2.3.3. Efeitos Adversos
<br />9.2.4. Fármacos Antitireoidianos
<br />9.2.4.1. Propiltiouracila, Metimazol e Carbimazol
<br />9.2.4.1.1.Mecanismo de Ação
<br />9.2.4.1.2.Efeitos Adversos
<br />9.2.4.2. Iodeto de Potássio
<br />9.2.4.2.1.Mecanismo de Ação
<br />9.2.4.2.2.Efeitos Farmacológicos
<br />9.2.4.2.3.Efeitos Adversos
<br />9.3. Fármacos Antidiabéticos
<br />9.3.1. Fisiopatologia do Diabetes Melito
<br />9.3.2. Fármacos Antidiabéticos
<br />9.3.2.1. Insulina
<br />9.3.3. Hipoglicemiantes Orais
<br />9.3.3.1. Mecanismo de Ação
<br />9.3.3.2. Efeitos Adversos
<br />9.3.4. Anti-hiperglicemiantes
<br />9.3.4.1. Metformina
<br />9.3.4.1.1.Mecanismo de Ação
<br />9.3.4.1.2.Farmacocinética
<br />9.3.4.1.3.Efeitos Adversos
<br />9.4. Corticosteroides
<br />9.4.1. Fisiologia do Eixo Hipotálamo-Hipófise-Adrenal
<br />9.4.1.1. Glicocorticoides
<br />9.4.1.1.1.Efeito Sobre o Metabolismo dos Carboidratos
<br />9.4.1.1.2.Efeito Sobre o Metabolismo de Proteínas
<br />9.4.1.1.3.Efeito Sobre o Metabolismo de Lipídios
<br />9.4.1.1.4. Efeito Importante na Resistência ao Estresse e à Inflamação
<br />9.4.2. Fármacos Glicocorticoides
<br />9.4.2.1. Efeitos Farmacológicos
<br />9.4.2.2. Efeitos Adversos
<br />9.4.2.3. Interrupção da Terapia
<br />10. Imunofarmacologia
<br />10.1. Imunologia Básica
<br />10.1.1. Sistema Imunológico
<br />10.1.2. Respostas Imunes
<br />10.1.2.1. Imunidade Inata
<br />10.1.2.2. Imunidade Adaptativa
<br />10.1.2.3. Imunidade Adaptativa Mediada por Células
<br />10.1.2.4. Imunidade Adaptativa Humoral
<br />10.1.3. Atuação Sistêmica das Citocinas Liberadas nas Respostas Imunes
<br />10.1.4. Anormalidades do Sistema Imune
<br />10.1.4.1. Doenças Autoimunes
<br />10.1.4.2. Hipersensibilidades
<br />10.1.4.3. Imunodeficiências
<br />10.2. Imunossupressores e Imunoestimuladores
<br />10.2.1. Imunossupressores
<br />10.2.1.1. Azatioprina
<br />10.2.1.1.1.Mecanismo de Ação
<br />10.2.1.1.2.Farmacocinética
<br />10.2.1.1.3.Efeitos Adversos
<br />10.2.2. Ciclofosfamida
<br />10.2.2.1. Mecanismo de Ação
<br />10.2.2.2. Farmacocinética
<br />10.2.2.3. Efeitos Adversos
<br />10.2.3. Metotrexato de Sódio
<br />10.2.3.1. Mecanismo de Ação
<br />10.2.3.2. Farmacocinética
<br />10.2.3.3. Efeitos Adversos
<br />10.2.4. Ciclosporina
<br />10.2.4.1. Mecanismo de Ação
<br />10.2.4.2. Farmacocinética
<br />10.2.4.3. Efeitos Adversos
<br />10.2.5. Glicocorticoides
<br />10.2.5.1. Mecanismo de Ação
<br />10.2.5.2. Farmacocinética
<br />10.2.5.3. Efeitos Adversos
<br />10.2.6. Imunoestimuladores
<br />10.2.6.1. Citocinas
<br />10.2.6.2. Interleucina 2
<br />10.2.6.3. Interferons (IFN)
<br />10.2.7. Bacilo de Calmete-Guérin (BCG)
<br />10.3. Farmacologia da Alergia
<br />10.3.1. Mecanismo de Ação
<br />10.3.2. Efeitos Farmacológicos
<br />10.3.3. Efeitos Adversos
<br />11. Farmacologia do Câncer
<br />11.1. Fármacos Antineoplásicos
<br />11.1.1. Agentes Alquilantes
<br />11.1.1.1. Ciclofosfamida
<br />11.1.1.1.1.Farmacocinética
<br />11.1.1.1.2.Mecanismo de Ação
<br />11.1.1.1.3.Efeitos Adversos
<br />11.1.1.2. Clorambucil
<br />11.1.1.2.1.Farmacocinética
<br />11.1.1.2.2.Efeitos Farmacológicos
<br />11.1.1.2.3.Efeitos Adversos
<br />11.1.2. Antimetabólicos
<br />11.1.2.1. Fluoruracila
<br />11.1.2.1.1.Farmacocinética
<br />11.1.2.1.2.Mecanismo de Ação
<br />11.1.2.1.3.Efeitos Adversos
<br />11.1.2.2. Metotrexato
<br />11.1.2.2.1.Farmacocinética
<br />11.1.2.2.2.Mecanismo de ação
<br />11.1.2.2.3.Efeitos Adversos
<br />11.1.3. Alcalóide da Vinca
<br />11.1.3.1. Mecanismo de Ação
<br />11.1.3.2. Efeitos Adversos
<br />11.1.4. Antibiótico
<br />11.1.5. Doxorrubicina
<br />11.1.5.1. Farmacocinética
<br />11.1.5.2. Mecanismo de Ação
<br />11.1.5.3. Efeitos Adversos
<br />11.1.6. Compostos da Platina
<br />11.1.6.1. Cisplatina e Carboplatina
<br />11.1.6.1.1.Farmacocinética
<br />11.1.6.1.2.Mecanismo de Ação
<br />11.1.6.1.3.Efeitos Adversos
<br />11.1.7. Antiestrógenos
<br />11.1.8. Tamoxifeno
<br />11.1.8.1. Mecanismo de Ação
<br />11.1.8.2. Farmacocinética
<br />11.1.8.3. Efeitos Adversos
<br />12. Farmacologia das Infecções
<br />12.1. Fisiologia Bacteriana
<br />12.1.1. Morfologia e Estrutura da Célula Bacteriana
<br />12.1.1.1. Forma e Tamanho
<br />12.1.2. Estruturas da Célula Bacteriana
<br />12.1.2.1. Parede Celular
<br />12.1.2.1.1.Bactérias Gram-positivas
<br />12.1.2.1.2.Bactérias Gram-negativas
<br />12.1.2.1.3.Membrana Externa
<br />12.1.2.1.4.Espaço Periplasmático
<br />12.1.2.1.5.Cápsula
<br />12.1.2.1.6.Flagelos
<br />12.1.2.1.7.Fímbrias
<br />12.1.2.1.8.Nucleóide
<br />12.1.2.1.9.Plasmídeos
<br />12.1.3. Componentes Citoplasmáticos
<br />12.1.3.1. Citoplasma
<br />12.1.3.2. Ribossomos
<br />12.1.3.3. Grânulos
<br />12.1.3.4. Esporos Bacterianos
<br />12.1.4. Fisiologia Bacteriana
<br />12.1.4.1. Nutrição
<br />12.1.4.2. Macronutrientes
<br />12.1.4.3. Carbono
<br />12.1.4.4. Oxigênio
<br />12.1.4.5. Hidrogênio
<br />12.1.4.6. Nitrogênio
<br />12.1.4.7. Enxofre
<br />12.1.4.8. Fósforo
<br />12.1.4.9. Micronutrientes
<br />12.2. Antibacterianos que Atuam na Parede Celular Bacteriana
<br />12.2.1. Drogas que Atuam na Parede Celular Bacteriana
<br />12.2.1.1. Antibacterianos Beta-Lactâmicos
<br />12.2.1.2. Mecanismo de Ação
<br />12.2.2. Penicilinas
<br />12.2.2.1. Efeitos Adversos
<br />12.2.3. Cefalosporinas
<br />12.2.3.1. Efeitos Adversos
<br />12.2.4. Carbapenens
<br />12.2.4.1. Efeitos Adversos
<br />12.2.5. Monobactâmicos
<br />12.2.5.1. Efeitos Adversos
<br />12.2.6. Outras Drogas que Inibem a Síntese da Parede Celular
<br />12.2.6.1. Vancomicina
<br />12.2.6.1.1.Mecanismo de Ação da Vancomicina
<br />12.2.6.1.2.Reações Adversas Relacionadas à Vancomicina
<br />12.2.6.2. Teicoplanina
<br />12.2.6.3. Fosfomicina
<br />12.2.6.4. Bacitracina
<br />12.3. Antibacterianos que Atuam na Síntese Proteica Bacteriana
<br />12.3.1. Aminoglicosídeos
<br />12.3.1.1. Mecanismo de Ação
<br />12.3.1.2. Indicações do Uso dos Aminoglicosídeos
<br />12.3.1.3. Contraindicações ao Uso dos Aminoglicosídeos
<br />12.3.2. Antibióticos Tetracíclicos
<br />12.3.2.1. Mecanismo de Ação das Drogas Tetracíclicas
<br />12.3.2.2. Indicações do Uso das Drogas Tetracíclicas
<br />12.3.2.3. Contraindicações ao Uso das Drogas Tetracíclicas
<br />12.3.3. Macrolídeos
<br />12.3.3.1. Mecanismo de Ação dos Macrolídeos
<br />12.3.3.2. Indicações do Uso dos Macrolídeos
<br />12.3.3.3. Contraindicações do Uso dos Macrolídeos
<br />12.3.4. Outras Drogas Antibacterianas que Atuam na Síntese Proteica
<br />12.3.4.1. Cloranfenicol
<br />12.3.4.1.1.Mecanismo de Ação do Cloranfenicol
<br />12.3.4.1.2.Indicações do Uso do Cloranfenicol
<br />12.3.4.1.3.Contraindicações do Uso do Cloranfenicol
<br />12.3.5. Clindamicina
<br />12.3.5.1. Mecanismo de Ação da Clindamicina
<br />12.3.5.2. Indicações do Uso da Clindamicina
<br />12.3.5.3. Contraindicações do Uso da Clindamicina
<br />12.3.6. Linezolida
<br />12.3.6.1. Mecanismo de Ação da Linezolida
<br />12.3.6.2. Indicações do Uso da Linezolida
<br />12.3.6.3. Contraindicações do Uso da Linezolida
<br />12.3.7. Quinupristina/Dalfopristina
<br />12.3.7.1. Indicações do Uso da Quinupristina/Dalfopristina
<br />12.3.7.2. Contraindicações do Uso da Quinupristina/Dalfopristina
<br />12.4. Antibacterianos que Atuam nos Ácidos Nucléicos Bacterianos
<br />12.4.1. Sulfonamidas
<br />12.4.1.1. Mecanismo de Ação das Sulfonamidas
<br />12.4.1.2. Indicações do Uso das Sulfonamidas
<br />12.4.1.3. Contraindicações do Uso das Sulfonamidas
<br />12.4.2. Quinolonas
<br />12.4.2.1. Mecanismo de Ação das Quinolonas
<br />12.4.2.2. Indicações do Uso das Quinolonas
<br />12.4.2.3. Contraindicações do Uso das Quinolonas
<br />12.4.3. Antisséptico Urinário
<br />12.4.4. Nitrofurantoína
<br />12.4.4.1. Mecanismo de Ação da Nitrofurantoína
<br />12.4.4.2. Indicações do Uso da Nitrofurantoína
<br />12.4.4.3. Contraindicações do Uso da Nitrofurantoína
<br />12.4.5. Outras Drogas que Atuam nos Ácidos Nucléicos Bacterianos
<br />12.4.5.1. Metronidazol
<br />12.4.5.1.1.Mecanismo de Ação do Metronidazol
<br />12.4.5.1.2.Indicações do Uso do Metronidazol
<br />12.4.5.1.3.Contraindicações do Uso do Metronidazol
<br />12.4.5.2. Rifampicina
<br />12.4.5.2.1.Mecanismo de Ação da Rifampicina
<br />12.4.5.2.2.Indicações do Uso da Rifampicina
<br />12.4.5.2.3.Contraindicações do Uso da Rifampicina
<br />12.4.5.3. Dapsona
<br />12.4.5.3.1.Mecanismo de Ação da Dapsona
<br />12.4.5.3.2.Indicações do Uso da Dapsona
<br />12.4.5.3.3.Contraindicações do Uso da Dapsona
<br />12.4.5.4. Clofazimina
<br />12.4.5.4.1.Mecanismo de Ação da Clofazimina
<br />12.4.5.4.2.Indicações do Uso da Clofazimina
<br />12.5. Fármacos Antifúngicos
<br />12.5.1. Características Básicas Relacionadas aos Fungos
<br />12.5.2. Fisiopatologia da Infecção Fúngica
<br />12.5.3. Farmacologia Antifúngica
<br />12.5.4. Antifúngicos Sistêmicos
<br />12.5.4.1. Anfotericina B
<br />12.5.4.1.1.Características Farmacocinéticas
<br />12.5.4.1.2.Mecanismo de Ação
<br />12.5.4.1.3.Efeitos Adversos
<br />12.5.5. Fluconazol e Azóis
<br />12.5.5.1. Mecanismo de Ação dos Azóis
<br />12.5.5.2. Características Farmacocinéticas
<br />12.5.5.3. Efeitos Adversos
<br />12.5.6. Antifúngicos Tópicos
<br />12.5.6.1. Cetoconazol
<br />12.5.6.1.1.Efeitos Adversos
<br />12.5.6.2. Nistatina
<br />12.5.6.2.1.Efeitos Adversos
<br />12.5.6.3. Nitrato de Miconazol
<br />12.5.6.3.1.Características Farmacocinéticas
<br />12.5.6.3.2.Efeitos Adversos
<br />12.6. Fármacos Antivirais
<br />12.6.1. Características Básicas Relacionadas aos Vírus
<br />12.6.2. Fisiopatologia da Infecção Viral
<br />12.6.3. HIV e AIDS
<br />12.6.4. Farmacologia Antiviral
<br />12.6.5. Inibidores da Polimerase Viral
<br />12.6.5.1. Mecanismo de Ação
<br />12.6.5.2. Efeitos Adversos
<br />12.6.6. Aciclovir
<br />12.6.6.1. Mecanismo de Ação Específico
<br />12.6.6.2. Farmacocinética
<br />12.6.7. Ganciclovir
<br />12.6.7.1. Mecanismo de Ação
<br />12.6.7.2. Farmacocinética
<br />12.6.7.3. Efeitos Adversos Específicos
<br />12.6.8. Fármacos Antirretrovirais
<br />12.6.9. Inibidores da Transcriptase Reversa de Núcleosídeos
<br />12.6.9.1. Mecanismo de Ação da Classe
<br />12.6.9.2. Efeitos Adversos da Classe
<br />12.6.10. Inibidores da Transcriptase Reversa não Análogos de Nucleosídeos
<br />12.6.10.1.Mecanismo de Ação
<br />12.6.10.2.Efeitos Adversos
<br />12.6.11. Inibidores da Transcriptase Reversa Análogos de Nucleotídeos
<br />12.6.11.1.Mecanismo de Ação
<br />12.6.12. Inibidores de Protease
<br />12.6.12.1.Mecanismo de Ação
<br />12.6.12.2.Farmacocinética
<br />12.6.12.3.Efeitos Adversos
<br />Referências
<br />Glossário
<br />
<br />

Demonstracao

2016-02-08_09-04-19-vienapremiumfarmacologiaflash.swf

Exercicios

2016-02-08_09-04-16-exercfarmacologia.rar

Paginas

352

ISBN

978-85-371-0450-7