Menu

Gestão Financeira – Fundamento Estratégico de Finanças

R$45,50

A nossa sociedade é constituída por uma economia capitalista, e praticamente tudo se movimenta pelo capital, assim, torna-se necessário conhecer a administração de pequenas ou grandes …

400 páginasAutor(es): Wagner Luiz MarquesISBN: 978-85-371-0518-4
Sumário

Sumário

Lista de Siglas e Abreviaturas

1. Introdução
1.1. Controle Financeiro
1.2. Projeção Financeira
1.3. Responsabilidade Financeira
1.4. Prestação de Contas
1.5. Gestão Financeira

2. Sistema Financeiro
2.1. Operações Financeiras
2.1.1. Deposito
2.1.1.1. Exemplo de Deposito a Prazo
2.1.2. Empréstimo
2.1.2.1. Exemplo de Tomador de Empréstimo
2.1.3. Desconto Comercial
2.1.4. Investimentos
2.1.5. Sistema Financeiro Nacional
2.1.6. Mercado Bancário
2.1.6.1. Produtos e Serviços do Mercado de Credito
2.1.7. Debêntures
2.1.8. Fundos de Investimentos
2.1.9. Fundo de Renda Fixa
2.1.10. Fundos de Renda Variável
2.1.11. Fundo de Capital Garantido
2.1.12. Mercado de Valores - CVM (Conselho de Valores Monetários)
2.1.12.1. Mercado de Ações
2.1.12.2. Pregão
2.1.12.3. Mercado a Vista
2.1.12.4. Mercado a Termo
2.1.12.5. Mercado Futuro de Ações
2.1.12.6. Mercado de Opções
2.1.12.7. Índice da Bolsa
2.1.12.8. Mercado de Derivativos
2.1.12.8.1. Derivativos
2.1.12.8.1.1. Os Derivativos e Suas Funções
2.1.12.8.1.2. Os Riscos do Mercado de Derivativos
2.1.13. Mercado de Swaps
2.2. Gestão Ativa de Investimentos
2.3. SPB - Sistema de Pagamento Brasileiro
2.3.1. Visão Geral do Sistema de Pagamentos Brasileiro
2.4. Analises Gerais do Mercado Financeiro Brasileiro em Investimento
2.4.1. Complemento do Sistema Financeiro Nacional
2.4.1.1. Principais Intermediários Financeiros
2.4.1.1.1. Bancos Múltiplos
2.4.1.1.2. Bancos Comerciais
2.4.1.1.3. Bancos de Investimento
2.5. Efeito Multiplicador da Moeda
2.5.1. Exemplo de Efeito Multiplicador da Moeda
2.6. Sociedade Corretora de Títulos e Valores Mobiliários
2.7. Bolsa de Valores
2.7.1. BOVESPA - Bolsa de Valores de São Paulo
2.7.2. BM&F - Bolsa de Mercadorias e Futuros
2.8. Sistemas e Câmaras de Liquidação e Custodia
2.8.1. Selic - Sistema Especial de Liquidação e Custodia
2.8.2. CETIP - Câmara de Custodia e Liquidação
2.8.3. CBLC - Companhia Brasileira de Liquidação e Custodia
2.8.4. SPB - Sistema de Pagamentos Brasileiro

3. Gestão Financeira
3.1. Estrutura Financeira Empresarial
3.2. Orçamento Empresarial
3.3. Etapas do Orçamento
3.4. Orçamento de Caixa
3.5. Investimento
3.6. Orçamento de Operação
3.6.1. Princípios de Elaboração de Orçamento
3.6.2. Processo do Orçamento
3.6.3. Escolha dos Períodos de Tempo
3.6.4. Organização para Preparo dos Orçamentos
3.6.5. Preparo das Estimativas
3.6.6. Usos do Orçamento
3.7. Orçamento e suas Técnicas
3.7.1. Definição
3.7.2. Objetivos
3.7.3. Processo de Elaboração
3.7.4. Segmentos do Plano Orçamentário
3.7.5. Orçamento Operacional
3.7.6. Orçamentos Principais
3.7.6.1. Orçamento de Vendas
3.7.6.1.1. Aspectos Operacionais
3.7.6.1.2. Etapas de Construção do Orçamento de Vendas
3.7.6.1.3. Impostos Sobre Vendas
3.7.6.1.4. Contas a Receber de Clientes
3.7.6.2. Orçamento de Estoques de Produtos Acabados e em Processo
3.7.6.2.1. Aspectos Operacionais
3.7.6.2.2. Programa de Produção
3.7.6.3. Orçamento de Compras, Consumo e Estoques de Materiais
3.7.6.3.1. Orçamento de Estoques de Materiais
3.7.6.3.2. Orçamento de Consumo de Materiais
3.7.6.4. Contas a Pagar a Fornecedores
3.7.6.5. Orçamento de Impostos a Recolher sobre Mercadorias
3.7.6.6. Orçamento de Mao de obra e Despesas Gerais
3.7.6.6.1. Orçamento de Mao de obra
3.7.6.6.2. Orçamento de Despesas
3.7.6.6.3. Orçamento de Mao de obra e Despesas por Centros de Custos ou Atividades
3.7.6.7. Orçamento Financeiro e de Investimento
3.7.6.7.1. Orçamento de Investimentos
3.7.6.7.2. Analise das Alternativas de Investimentos
3.7.6.7.3. Orçamento de Financiamentos
3.7.6.7.4. Orçamento de Despesas Financeiras
3.7.6.8. Orçamento de Caixa
3.7.7. Projeção dos Demonstrativos Contábeis
3.7.7.1. Demonstrativos Contábeis a Serem Projetados
3.7.7.2. Analise Financeira das Projeções
3.7.7.3. Ponto de Equilíbrio Projetado
3.7.7.4. Retorno dos Investimentos
3.7.7.4.1. Visão Geral do Orçamento
3.7.7.4.2. Orçamento de Resultado
3.7.7.4.3. Orçamento de Investimento
3.7.7.4.4. Orçamento de Caixa
3.7.7.4.5. Analise Orçamentária
3.7.8. Definição de Orçamento
3.7.9. Objetivo do Orçamento
3.7.10. Processo de Elaboração
3.7.11. Orçamento Operacional
3.7.12. Etapas para Montagem do Plano Orçamentário
3.7.12.1. Orçamento de Vendas
3.7.12.2. Orçamento de Contas a Receber
3.7.12.3. Orçamento de Compras, Consumo e Estoques de Materiais
3.7.12.4. Orçamento de Estoque de Produtos Acabados e em Processo
3.7.12.5. Orçamento de Compras ou Fornecedores, Contas a Pagar e Impostos Creditados das Mercadorias Adquiridas
3.7.12.6. Contas a Pagar a Fornecedores
3.7.12.7. Orçamento de Impostos a Recolher sobre Mercadorias
3.7.12.8. Orçamento de Mao de obra
3.7.12.9. Orçamento de Mao de obra e Despesas por Centros de Custos ou Atividades
3.7.12.10. Orçamento Financeiro e de Investimento
3.7.12.11. Orçamento de Investimentos
3.7.12.12. Orçamento de Financiamentos
3.7.12.13. Orçamento de Despesas Financeiras
3.7.12.14. Orçamento de Caixa
3.7.12.15. Orçamento de Investimento ou de Capital
3.7.13. Orçamento Pessoal
3.8. Libertar-se das Dividas
3.9. Planilhas - Controle Financeiro

4. Investimento Financeiro
4.1. Matemática Comercial e Financeira
4.2. Relacionamento do Banco com a Matemática Comercial e Financeira
4.3. Cálculos Financeiros
4.3.1. Regra de Três Simples
4.3.2. Descontos
4.3.3. Juro
4.3.3.1. Taxa de Juros
4.3.3.2. Período de Juro
4.3.3.3. Juros Simples
4.3.3.3.1. Taxa de Juros Simples
4.3.3.3.2. Período do Juro Simples
4.3.4. Montante
4.3.4.1. Método Proporcional
4.3.4.2. Juros Compostos
4.3.4.3. Valor do Capital ou Valor Presente
4.3.4.3.1. Taxa de Juro Composto
4.3.4.3.2. Período do Juro Composto
4.3.5. Taxas Equivalentes
4.3.6. Taxa Nominal
4.3.7. Taxa Efetiva
4.3.8. Taxa Real
4.4. Fluxo de Caixa na Matemática Financeira
4.4.1. Analise de Investimentos
4.4.2. Taxa Interna de Retorno (IRR - Internal Rate of Return)
4.4.3. Analise de Decisão
4.4.4. Series Imediatas
4.4.5. Series Antecipadas
4.4.6. Series Diferidas
4.5. Formação de Preço de Venda
4.5.1. Minimização dos Riscos de uma Competição em Preços
4.5.2. Os Custos da Empresa
4.5.3. Produtividade e Demanda
4.5.4. Calculo dos Preços
4.5.5. Formação do Preço de Venda a Vista e a Prazo
4.5.5.1. Formula para Calculo de Formação do Preço de Venda a Vista
4.5.5.2. Formula para Calculo de Formação do Preço de Venda a Vista - Simples
4.5.5.3. Formula para Calculo de Formação do Preço de Venda a Prazo com Pagamento Direto (Pagamento Único)
4.5.5.4. Formula para Calculo de Formação de Preço de Venda a Prazo Sem Entrada
4.5.5.5. Formula para Calculo de Formação de Preço de Venda a Prazo com Entrada
4.5.5.6. Calculo pela Calculadora HP12C
4.6. Fluxo de Caixa Empresarial
4.6.1. A Relevância de Executar o Fluxo de Caixa
4.6.1.1. Valor do Dinheiro no Tempo
4.6.1.2. Fluxo de Caixa Incremental
4.6.1.3 Fluxo de Caixa Liquido
4.6.1.4. Analise de Custo na Avaliação Monetária do Fluxo de Caixa
4.6.1.5. Elaboração do Fluxo de Caixa
4.6.2. Criação de Fluxo de Caixa
4.6.2.1. Controle de Contas a Receber
4.6.2.2. Controle de Contas a Pagar
4.6.2.3. Controle de Estoques
4.6.3. Analise Financeira
4.6.4. Analise dos Resultados do Fluxo de Caixa
4.6.4.1. Importância do Planejamento para Fluxo de Caixa
4.6.4.2. Regime de Caixa e Regime de Competência
4.6.5. Desenvolvimento do Fluxo de Caixa
4.6.5.1. Formação do Fluxo de Caixa
4.6.5.2. Bancos
4.6.5.3. Controle de Contas a Receber
4.6.5.4. Estoque
4.6.5.5. Gestão de Obrigação com Terceiros
4.6.6. Registro de Caixa/Bancos
4.6.6.1. Procedimento para Implantação do Caixa
4.6.7. Conta-Corrente
4.6.7.1. Procedimento para Implantação de Conta-Corrente
4.6.8. Contas a Receber
4.6.8.1. Procedimento para Implantação do Contas a Receber
4.6.8.2. Ficha de Cadastro
4.6.8.3. Controle de Contas a Receber
4.6.9. Contas a Pagar
4.6.9.1. Procedimento para Implantação
4.6.10. Pedidos
4.6.10.1. Controle de Pedidos
4.6.10.2. Fichas de Compromissos Assumidos
4.6.11. Controle de Contas a Pagar por Fornecedor
4.6.11.1. Controle de Contas a Pagar - Global
4.6.12. Estoques
4.6.12.1. Controle de Estoques
4.6.12.2. Procedimento para Implantação de Estoque
4.6.12.3. Ilustração de uma Classificação ABC em Estoques
4.6.12.4. A Importância dos Estoques
4.6.12.5. Nível de Estoques
4.6.12.6. Estoques Mínimos
4.6.12.6.1. Interpretação Sobre Estoque de Mercadorias
4.6.12.7. Operação com Inventario Permanente e Periódico
4.6.12.8. Custos de Mercadorias Vendidas (CMV)
4.6.12.9. Inventario Permanente
4.6.12.10. Inventario Periódico
4.6.12.11. Execução do Inventario Permanente
4.7. Projeção do Fluxo de Caixa
4.7.1. Fluxo de Caixa
4.7.2. A Importância do Fluxo de Caixa
4.7.3. Valor do Dinheiro no Tempo
4.7.4. Fluxo de Caixa Incremental
4.7.5. Fluxo de Caixa não Operacional
4.7.6. Analise de Custos como Base para Analise do Fluxo de Caixa
4.7.7. Controle do Fluxo de Caixa e Suas Variáveis
4.7.8. Elaboração do Fluxo de Caixa
4.8. Analise dos Demonstrativos Financeiros
4.8.1. Demonstrações Financeiras
4.8.1.1. Balanço Patrimonial
4.8.1.1.1. Ativo Circulante
4.8.1.1.2. Passivo Circulante
4.8.1.2. Demonstração do Resultado do Exercício
4.8.1.3. Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulado
4.8.1.4. Demonstração da Mutação do Patrimônio Liquido
4.8.1.4.1. As Mutações nas Contas Patrimoniais
4.8.1.5. Demonstração do Valor Adicionado
4.8.1.6. Notas Explicativas
4.8.1.7. Demonstração do Fluxo de Caixa
4.8.1.7.1. Fluxos Operacionais
4.8.1.7.2. Fluxos de Investimento
4.8.1.7.3. Fluxos de Financiamentos
4.8.1.7.4. Finalidade
4.8.1.7.5. Demonstração do Fluxo de Caixa Realizado por Atividades
4.8.1.7.6. Método de Apresentação
4.8.1.7.6.1. Método Direto
4.8.1.7.6.2. Método Indireto
4.8.1.7.6.3. Analise dos Fatores Externos da Empresa Sobre a Demonstração do Fluxo de Caixa
4.8.1.7.6.4. Analise dos Fatores Internos da Empresa Sobre a Demonstração do Fluxo de Caixa
4.9. Analise Vertical e Horizontal para as Demonstrações Financeiras
4.9.1. Analise Vertical
4.9.2. Analise Horizontal
4.10. Quocientes de Estruturas de Capitais
4.10.1. Participação dos Capitais de Terceiros em Relação aos Recursos Totais
4.10.1.1. Exigível Total, Corresponde Passivo Circulante mais Passivo Exigível a Longo Prazo
4.10.2. Participação dos Capitais de Terceiros em Relação aos Capitais Próprios
4.10.3. Endividamento Total
4.10.3.1. Endividamento a Curto Prazo
4.10.3.2. Endividamento a Longo Prazo
4.10.4. Composição do Endividamento
4.10.5. Grau de Endividamento
4.10.6. Imobilização do Patrimônio Liquido
4.10.6.1. Capital de Trabalho Corresponde ao Ativo Circulante Mais o Ativo Realizável a Longo Prazo
4.10.7. Imobilização dos Recursos não Correntes
4.11. Quociente de Liquidez
4.11.1. Liquidez Geral
4.11.2. Liquidez Corrente
4.11.3. Liquidez Seca
4.11.4. Liquidez Imediata
4.12. Índices de Solvência
4.12.1. Solvência Geral
4.13. Rotação do Ativo
4.14. Margem Liquida
4.15. Margem Operacional
4.16. Margem Bruta
4.18. Rentabilidade do Patrimônio Liquido
4.19. Risco Financeiro
4.20. Capital de Giro
4.20.1. Analise de Curto Prazo
4.21. Indicadores de Atividades ou Eficiência
4.22. Sistema Du Pont de Analise Financeira
4.23. Analise de Investimentos
4.24. Valor Presente Liquido
4.24.1. Calculo do Valor Presente Liquido - VPL
4.25. Analise Completa Envolvendo Valor Presente Liquido
4.26. Valor Futuro
4.27. Valor Anual Equivalente
4.28. Valor Presente dos Custos e Custo Anual Equivalente
4.29. Taxa Interna de Retorno
4.30. Prazo do Retorno do Investimento (PRI) ou Período de Recuperação do Investimento
4.31. Período de Payback
4.32. Taxa de Retorno Sobre o Investimento
4.33. Lucratividade
4.34. Rentabilidade
4.35. Custo de Capital
4.36. Markup
4.37. Interpretação de Contas a Pagar
4.38. Interpretação de Contas a Receber
4.38.1. Interpretação de Capital de Giro
4.38.2. Interpretação de Investimento
4.38.3. Financiamentos de Apoio
4.38.4. Financiamento para Pessoas Físicas
4.38.4.1. O Caráter
4.38.4.2. O Capital
4.38.4.2.1. As Condições do Negocio
4.38.4.3. A Capacidade de Pagamentos
4.38.4.4. O "Colateral" (As Garantias)
4.39. Credito de Cobrança
4.39.1. Plano de Cobrança
4.39.2. Técnicas de Proteção a Inadimplência
4.39.3. Do Credito
4.39.4. Organização na Política de Credito

5. Fundamento Financeiro
5.1. Economia no Mercado Financeiro
5.2. A Importância da Economia Junto com as Finanças
5.3. Fatos Econômicos
5.4. Divisão da Economia
5.5. Necessidades Humanas
5.6. Bens Econômicos
5.7. Área da Economia
5.8. Importância da Informação
5.8.1. Concorrência Perfeita
5.8.2. Monopólio
5.8.3. Concorrência Monopolista
5.8.4. Oligopólio
5.8.5. Monopsonio
5.8.6. Monopólio Bilateral
5.9. Benefícios de Segmentação
5.9.1. Intermediação Financeira Direta
5.9.2. Intermediação Financeira Indireta

6. Plano Financeiro
6.1. Planejamento Empresarial
6.2. Planejamento Financeiro
6.3. Planejamento Pessoal e Familiar
6.3.1. Programe o seu Futuro e de sua Família

7. Estratégias de Finanças
7.1. Estratégia
7.2. Conceito de Empreendedor
7.3. Planejamento
7.4. Organização
7.5. Controle
7.6. Previsão
7.7. Direção
7.8. Missão
7.9. Visão
7.10. Transformação do Empreendedor
7.11. Estrutura do Plano de Negocio
7.11.1. Modelo de Plano de Negocio
7.12. Estratégias em Finanças
7.13. Planejamento Tributário
7.13.1. Elisão
7.13.2. Evasão Fiscal
7.14. Ferramentas Estratégicas de Administração, Credito e Finanças
7.15. Ferramentas de Administração
7.16. Ferramentas Econômicas
7.16.1. Valor Econômico Agregado
7.16.1.1. Ativo Operacional
7.16.1.2. Passivo Operacional (PO)
7.16.1.3. Ativo Operacional Liquido (AOL)
7.16.1.4. Capital de Terceiros (CT)
7.16.1.5. Capital Próprio (CP)
7.16.1.6. Custo do Capital de Terceiros (CCT)
7.16.1.7. Custo do Capital Próprio (CCP)
7.16.1.8. Retorno Sobre o Ativo Operacional Liquido (RAOL)
7.16.1.9. Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC)
7.16.1.10. Valor Econômico Agregado (EVA)
7.17. Ferramentas Financeiras
7.17.1. Previsão de Falência de Kanitz
7.17.1.1. Termômetro de Insolvência de Kanitz
7.18. Balanced Scorecard - Uma Visão de Sucesso
7.18.1. Balanced - Equilíbrio
7.18.2. Balanced Scorecard - BSC - Equilíbrio ou Balanços de Desempenho
7.18.3. Balanced Scorecard - BSC
7.18.3.1. Apresentação do Balanced Scorecard
7.18.3.2. Historia do Balanced Scorecard
7.18.3.2.1. Era da Inspeção Produtiva para Mudança pelo Sistema Balanced Scorecard
7.18.3.2.2. Era do Controle Estatístico na Produção para Mudança pelo Sistema de Balanced Scorecard
7.18.3.2.3. Era da Garantia da Qualidade (Padronização de Produtos) para Mudança pelo Sistema Balanced Scorecard
7.18.3.2.4. Era da Gestão Estratégica de Negócios para Mudança pelo Sistema de Balanced Scorecard
7.18.4. Gestão Estratégica para Conhecer o Sistema de Balanced Scorecard
7.18.4.1. Administração Estratégica para Conhecer o Sistema Balanced Scorecard
7.18.4.2. Administração Estratégica com BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.3. Formulação Estratégica no Sistema BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.4. Falhas na Execução das Estratégias Avaliadas pelo Sistema BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.5. Informação e Pessoas no Sistema BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.6. Parceiros da Empresa no Sistema BSC - Ballanced Scorecard
7.18.4.7. Necessidade de Outro Tipo de Medicao no Sistema BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.8. Metodologia de Trabalho no Sistema BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.9. Relação de Equilíbrio na Organização - BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.10. Equilíbrio das Perspectivas - BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.11. Relação de Causa e Efeito - BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.12. Mapeamento das Atividades - BSC - Balanced Scorecard
7.18.4.13. Importância Vital dos Indicadores - BSC - Balanced Scorecard
7.19. Postura Estratégica da Empresa
7.19.1. Alguns Aspectos da Vantagem Competitiva
7.19.2. Alguns Aspectos do Risco
7.19.3. Importância da Estratégia
7.19.4. Estratégia de Sobrevivência
7.19.5. Estratégia de Crescimento
7.19.6. Estratégia de Inovação
7.19.7. Estratégia de Expansão
7.19.8. Estratégia de Desenvolvimento
7.19.9. Escolha da Estratégia
7.19.10. Avaliação do Ambiente
7.19.11. Finalização e Divulgação
7.19.12. Estratégias Financeiras
7.19.13. Estratégias de Marketing
7.19.14. O que e Gerenciamento Estratégico?
Referências
Glossário
Amostra Exercícios

Download do arquivo de exercícios

Clique aqui para fazer o download.
REF: 978-85-371-0518-4 Categorias ,

A nossa sociedade é constituída por uma economia capitalista, e praticamente tudo se movimenta pelo capital, assim, torna-se necessário conhecer a administração de pequenas ou grandes quantias.

O objetivo principal deste material é proporcionar ao leitor uma visão global e prática a respeito da gestão das finanças, buscando apresentá-la de forma fácil para que todos consigam entender as suas finalidades aplicáveis no sistema financeiro de uma economia.

A intenção é discutir os assuntos relacionados a finanças de uma maneira que permita implantar os sistemas financeiros nas empresas, como também no orçamento familiar, controlando as finanças pessoais.

O livro Gestão Financeira – Fundamento Estratégico de Finanças apresenta dicas que buscam auxiliar as técnicas utilizadas no processo de gestão financeira pessoal ou profissional. Indicado a estudantes, profissionais e àqueles que desejam somar conhecimentos sobre essa vasta área.

O conteúdo está dividido em capítulos complementares que permitem a assimilação do tema de forma gradual, permitindo o desenvolvimento de habilidades inerentes às atividades relacionadas à gestão financeira.

Entre os tópicos abordados pelo autor estão: controle financeiro, projeção financeira, responsabilidade financeira, prestação de contas, gestão financeira, operações financeiras, gestão ativa de investimentos, SPB – Sistema de Pagamento Brasileiro, estrutura financeira empresarial, orçamento empresarial, etapas do orçamento, investimento, planilhas de controle financeiro, matemática comercial e financeira, cálculos financeiros, fluxo de caixa na matemática financeira, formação de preço de venda, fluxo de caixa empresarial, análise dos demonstrativos financeiros, análise vertical e horizontal para as demonstrações financeiras, capital de giro, indicadores de atividades ou eficiência, lucratividade, rentabilidade, custo de capital, markup, interpretação de contas a pagar e receber, economia no mercado financeiro, planejamento empresarial, estrutura do plano de negócio, estratégias em finanças, planejamento tributário, ferramentas estratégicas de administração, crédito e finanças, balanced scorecard, postura estratégica da empresa, entre outros.

No final de cada capítulo são apresentados exercícios práticos visando à fixação do conteúdo.

Peso 0.496 kg
Dimensões 210 x 148 x 2 mm
Autor

Wagner Luiz Marques

Sumario

Lista de Siglas e Abreviaturas
<br />
<br />1. Introdução
<br />1.1. Controle Financeiro
<br />1.2. Projeção Financeira
<br />1.3. Responsabilidade Financeira
<br />1.4. Prestação de Contas
<br />1.5. Gestão Financeira
<br />
<br />2. Sistema Financeiro
<br />2.1. Operações Financeiras
<br />2.1.1. Deposito
<br />2.1.1.1. Exemplo de Deposito a Prazo
<br />2.1.2. Empréstimo
<br />2.1.2.1. Exemplo de Tomador de Empréstimo
<br />2.1.3. Desconto Comercial
<br />2.1.4. Investimentos
<br />2.1.5. Sistema Financeiro Nacional
<br />2.1.6. Mercado Bancário
<br />2.1.6.1. Produtos e Serviços do Mercado de Credito
<br />2.1.7. Debêntures
<br />2.1.8. Fundos de Investimentos
<br />2.1.9. Fundo de Renda Fixa
<br />2.1.10. Fundos de Renda Variável
<br />2.1.11. Fundo de Capital Garantido
<br />2.1.12. Mercado de Valores – CVM (Conselho de Valores Monetários)
<br />2.1.12.1. Mercado de Ações
<br />2.1.12.2. Pregão
<br />2.1.12.3. Mercado a Vista
<br />2.1.12.4. Mercado a Termo
<br />2.1.12.5. Mercado Futuro de Ações
<br />2.1.12.6. Mercado de Opções
<br />2.1.12.7. Índice da Bolsa
<br />2.1.12.8. Mercado de Derivativos
<br />2.1.12.8.1. Derivativos
<br />2.1.12.8.1.1. Os Derivativos e Suas Funções
<br />2.1.12.8.1.2. Os Riscos do Mercado de Derivativos
<br />2.1.13. Mercado de Swaps
<br />2.2. Gestão Ativa de Investimentos
<br />2.3. SPB – Sistema de Pagamento Brasileiro
<br />2.3.1. Visão Geral do Sistema de Pagamentos Brasileiro
<br />2.4. Analises Gerais do Mercado Financeiro Brasileiro em Investimento
<br />2.4.1. Complemento do Sistema Financeiro Nacional
<br />2.4.1.1. Principais Intermediários Financeiros
<br />2.4.1.1.1. Bancos Múltiplos
<br />2.4.1.1.2. Bancos Comerciais
<br />2.4.1.1.3. Bancos de Investimento
<br />2.5. Efeito Multiplicador da Moeda
<br />2.5.1. Exemplo de Efeito Multiplicador da Moeda
<br />2.6. Sociedade Corretora de Títulos e Valores Mobiliários
<br />2.7. Bolsa de Valores
<br />2.7.1. BOVESPA – Bolsa de Valores de São Paulo
<br />2.7.2. BM&F – Bolsa de Mercadorias e Futuros
<br />2.8. Sistemas e Câmaras de Liquidação e Custodia
<br />2.8.1. Selic – Sistema Especial de Liquidação e Custodia
<br />2.8.2. CETIP – Câmara de Custodia e Liquidação
<br />2.8.3. CBLC – Companhia Brasileira de Liquidação e Custodia
<br />2.8.4. SPB – Sistema de Pagamentos Brasileiro
<br />
<br />3. Gestão Financeira
<br />3.1. Estrutura Financeira Empresarial
<br />3.2. Orçamento Empresarial
<br />3.3. Etapas do Orçamento
<br />3.4. Orçamento de Caixa
<br />3.5. Investimento
<br />3.6. Orçamento de Operação
<br />3.6.1. Princípios de Elaboração de Orçamento
<br />3.6.2. Processo do Orçamento
<br />3.6.3. Escolha dos Períodos de Tempo
<br />3.6.4. Organização para Preparo dos Orçamentos
<br />3.6.5. Preparo das Estimativas
<br />3.6.6. Usos do Orçamento
<br />3.7. Orçamento e suas Técnicas
<br />3.7.1. Definição
<br />3.7.2. Objetivos
<br />3.7.3. Processo de Elaboração
<br />3.7.4. Segmentos do Plano Orçamentário
<br />3.7.5. Orçamento Operacional
<br />3.7.6. Orçamentos Principais
<br />3.7.6.1. Orçamento de Vendas
<br />3.7.6.1.1. Aspectos Operacionais
<br />3.7.6.1.2. Etapas de Construção do Orçamento de Vendas
<br />3.7.6.1.3. Impostos Sobre Vendas
<br />3.7.6.1.4. Contas a Receber de Clientes
<br />3.7.6.2. Orçamento de Estoques de Produtos Acabados e em Processo
<br />3.7.6.2.1. Aspectos Operacionais
<br />3.7.6.2.2. Programa de Produção
<br />3.7.6.3. Orçamento de Compras, Consumo e Estoques de Materiais
<br />3.7.6.3.1. Orçamento de Estoques de Materiais
<br />3.7.6.3.2. Orçamento de Consumo de Materiais
<br />3.7.6.4. Contas a Pagar a Fornecedores
<br />3.7.6.5. Orçamento de Impostos a Recolher sobre Mercadorias
<br />3.7.6.6. Orçamento de Mao de obra e Despesas Gerais
<br />3.7.6.6.1. Orçamento de Mao de obra
<br />3.7.6.6.2. Orçamento de Despesas
<br />3.7.6.6.3. Orçamento de Mao de obra e Despesas por Centros de Custos ou Atividades
<br />3.7.6.7. Orçamento Financeiro e de Investimento
<br />3.7.6.7.1. Orçamento de Investimentos
<br />3.7.6.7.2. Analise das Alternativas de Investimentos
<br />3.7.6.7.3. Orçamento de Financiamentos
<br />3.7.6.7.4. Orçamento de Despesas Financeiras
<br />3.7.6.8. Orçamento de Caixa
<br />3.7.7. Projeção dos Demonstrativos Contábeis
<br />3.7.7.1. Demonstrativos Contábeis a Serem Projetados
<br />3.7.7.2. Analise Financeira das Projeções
<br />3.7.7.3. Ponto de Equilíbrio Projetado
<br />3.7.7.4. Retorno dos Investimentos
<br />3.7.7.4.1. Visão Geral do Orçamento
<br />3.7.7.4.2. Orçamento de Resultado
<br />3.7.7.4.3. Orçamento de Investimento
<br />3.7.7.4.4. Orçamento de Caixa
<br />3.7.7.4.5. Analise Orçamentária
<br />3.7.8. Definição de Orçamento
<br />3.7.9. Objetivo do Orçamento
<br />3.7.10. Processo de Elaboração
<br />3.7.11. Orçamento Operacional
<br />3.7.12. Etapas para Montagem do Plano Orçamentário
<br />3.7.12.1. Orçamento de Vendas
<br />3.7.12.2. Orçamento de Contas a Receber
<br />3.7.12.3. Orçamento de Compras, Consumo e Estoques de Materiais
<br />3.7.12.4. Orçamento de Estoque de Produtos Acabados e em Processo
<br />3.7.12.5. Orçamento de Compras ou Fornecedores, Contas a Pagar e Impostos Creditados das Mercadorias Adquiridas
<br />3.7.12.6. Contas a Pagar a Fornecedores
<br />3.7.12.7. Orçamento de Impostos a Recolher sobre Mercadorias
<br />3.7.12.8. Orçamento de Mao de obra
<br />3.7.12.9. Orçamento de Mao de obra e Despesas por Centros de Custos ou Atividades
<br />3.7.12.10. Orçamento Financeiro e de Investimento
<br />3.7.12.11. Orçamento de Investimentos
<br />3.7.12.12. Orçamento de Financiamentos
<br />3.7.12.13. Orçamento de Despesas Financeiras
<br />3.7.12.14. Orçamento de Caixa
<br />3.7.12.15. Orçamento de Investimento ou de Capital
<br />3.7.13. Orçamento Pessoal
<br />3.8. Libertar-se das Dividas
<br />3.9. Planilhas – Controle Financeiro
<br />
<br />4. Investimento Financeiro
<br />4.1. Matemática Comercial e Financeira
<br />4.2. Relacionamento do Banco com a Matemática Comercial e Financeira
<br />4.3. Cálculos Financeiros
<br />4.3.1. Regra de Três Simples
<br />4.3.2. Descontos
<br />4.3.3. Juro
<br />4.3.3.1. Taxa de Juros
<br />4.3.3.2. Período de Juro
<br />4.3.3.3. Juros Simples
<br />4.3.3.3.1. Taxa de Juros Simples
<br />4.3.3.3.2. Período do Juro Simples
<br />4.3.4. Montante
<br />4.3.4.1. Método Proporcional
<br />4.3.4.2. Juros Compostos
<br />4.3.4.3. Valor do Capital ou Valor Presente
<br />4.3.4.3.1. Taxa de Juro Composto
<br />4.3.4.3.2. Período do Juro Composto
<br />4.3.5. Taxas Equivalentes
<br />4.3.6. Taxa Nominal
<br />4.3.7. Taxa Efetiva
<br />4.3.8. Taxa Real
<br />4.4. Fluxo de Caixa na Matemática Financeira
<br />4.4.1. Analise de Investimentos
<br />4.4.2. Taxa Interna de Retorno (IRR – Internal Rate of Return)
<br />4.4.3. Analise de Decisão
<br />4.4.4. Series Imediatas
<br />4.4.5. Series Antecipadas
<br />4.4.6. Series Diferidas
<br />4.5. Formação de Preço de Venda
<br />4.5.1. Minimização dos Riscos de uma Competição em Preços
<br />4.5.2. Os Custos da Empresa
<br />4.5.3. Produtividade e Demanda
<br />4.5.4. Calculo dos Preços
<br />4.5.5. Formação do Preço de Venda a Vista e a Prazo
<br />4.5.5.1. Formula para Calculo de Formação do Preço de Venda a Vista
<br />4.5.5.2. Formula para Calculo de Formação do Preço de Venda a Vista – Simples
<br />4.5.5.3. Formula para Calculo de Formação do Preço de Venda a Prazo com Pagamento Direto (Pagamento Único)
<br />4.5.5.4. Formula para Calculo de Formação de Preço de Venda a Prazo Sem Entrada
<br />4.5.5.5. Formula para Calculo de Formação de Preço de Venda a Prazo com Entrada
<br />4.5.5.6. Calculo pela Calculadora HP12C
<br />4.6. Fluxo de Caixa Empresarial
<br />4.6.1. A Relevância de Executar o Fluxo de Caixa
<br />4.6.1.1. Valor do Dinheiro no Tempo
<br />4.6.1.2. Fluxo de Caixa Incremental
<br />4.6.1.3 Fluxo de Caixa Liquido
<br />4.6.1.4. Analise de Custo na Avaliação Monetária do Fluxo de Caixa
<br />4.6.1.5. Elaboração do Fluxo de Caixa
<br />4.6.2. Criação de Fluxo de Caixa
<br />4.6.2.1. Controle de Contas a Receber
<br />4.6.2.2. Controle de Contas a Pagar
<br />4.6.2.3. Controle de Estoques
<br />4.6.3. Analise Financeira
<br />4.6.4. Analise dos Resultados do Fluxo de Caixa
<br />4.6.4.1. Importância do Planejamento para Fluxo de Caixa
<br />4.6.4.2. Regime de Caixa e Regime de Competência
<br />4.6.5. Desenvolvimento do Fluxo de Caixa
<br />4.6.5.1. Formação do Fluxo de Caixa
<br />4.6.5.2. Bancos
<br />4.6.5.3. Controle de Contas a Receber
<br />4.6.5.4. Estoque
<br />4.6.5.5. Gestão de Obrigação com Terceiros
<br />4.6.6. Registro de Caixa/Bancos
<br />4.6.6.1. Procedimento para Implantação do Caixa
<br />4.6.7. Conta-Corrente
<br />4.6.7.1. Procedimento para Implantação de Conta-Corrente
<br />4.6.8. Contas a Receber
<br />4.6.8.1. Procedimento para Implantação do Contas a Receber
<br />4.6.8.2. Ficha de Cadastro
<br />4.6.8.3. Controle de Contas a Receber
<br />4.6.9. Contas a Pagar
<br />4.6.9.1. Procedimento para Implantação
<br />4.6.10. Pedidos
<br />4.6.10.1. Controle de Pedidos
<br />4.6.10.2. Fichas de Compromissos Assumidos
<br />4.6.11. Controle de Contas a Pagar por Fornecedor
<br />4.6.11.1. Controle de Contas a Pagar – Global
<br />4.6.12. Estoques
<br />4.6.12.1. Controle de Estoques
<br />4.6.12.2. Procedimento para Implantação de Estoque
<br />4.6.12.3. Ilustração de uma Classificação ABC em Estoques
<br />4.6.12.4. A Importância dos Estoques
<br />4.6.12.5. Nível de Estoques
<br />4.6.12.6. Estoques Mínimos
<br />4.6.12.6.1. Interpretação Sobre Estoque de Mercadorias
<br />4.6.12.7. Operação com Inventario Permanente e Periódico
<br />4.6.12.8. Custos de Mercadorias Vendidas (CMV)
<br />4.6.12.9. Inventario Permanente
<br />4.6.12.10. Inventario Periódico
<br />4.6.12.11. Execução do Inventario Permanente
<br />4.7. Projeção do Fluxo de Caixa
<br />4.7.1. Fluxo de Caixa
<br />4.7.2. A Importância do Fluxo de Caixa
<br />4.7.3. Valor do Dinheiro no Tempo
<br />4.7.4. Fluxo de Caixa Incremental
<br />4.7.5. Fluxo de Caixa não Operacional
<br />4.7.6. Analise de Custos como Base para Analise do Fluxo de Caixa
<br />4.7.7. Controle do Fluxo de Caixa e Suas Variáveis
<br />4.7.8. Elaboração do Fluxo de Caixa
<br />4.8. Analise dos Demonstrativos Financeiros
<br />4.8.1. Demonstrações Financeiras
<br />4.8.1.1. Balanço Patrimonial
<br />4.8.1.1.1. Ativo Circulante
<br />4.8.1.1.2. Passivo Circulante
<br />4.8.1.2. Demonstração do Resultado do Exercício
<br />4.8.1.3. Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulado
<br />4.8.1.4. Demonstração da Mutação do Patrimônio Liquido
<br />4.8.1.4.1. As Mutações nas Contas Patrimoniais
<br />4.8.1.5. Demonstração do Valor Adicionado
<br />4.8.1.6. Notas Explicativas
<br />4.8.1.7. Demonstração do Fluxo de Caixa
<br />4.8.1.7.1. Fluxos Operacionais
<br />4.8.1.7.2. Fluxos de Investimento
<br />4.8.1.7.3. Fluxos de Financiamentos
<br />4.8.1.7.4. Finalidade
<br />4.8.1.7.5. Demonstração do Fluxo de Caixa Realizado por Atividades
<br />4.8.1.7.6. Método de Apresentação
<br />4.8.1.7.6.1. Método Direto
<br />4.8.1.7.6.2. Método Indireto
<br />4.8.1.7.6.3. Analise dos Fatores Externos da Empresa Sobre a Demonstração do Fluxo de Caixa
<br />4.8.1.7.6.4. Analise dos Fatores Internos da Empresa Sobre a Demonstração do Fluxo de Caixa
<br />4.9. Analise Vertical e Horizontal para as Demonstrações Financeiras
<br />4.9.1. Analise Vertical
<br />4.9.2. Analise Horizontal
<br />4.10. Quocientes de Estruturas de Capitais
<br />4.10.1. Participação dos Capitais de Terceiros em Relação aos Recursos Totais
<br />4.10.1.1. Exigível Total, Corresponde Passivo Circulante mais Passivo Exigível a Longo Prazo
<br />4.10.2. Participação dos Capitais de Terceiros em Relação aos Capitais Próprios
<br />4.10.3. Endividamento Total
<br />4.10.3.1. Endividamento a Curto Prazo
<br />4.10.3.2. Endividamento a Longo Prazo
<br />4.10.4. Composição do Endividamento
<br />4.10.5. Grau de Endividamento
<br />4.10.6. Imobilização do Patrimônio Liquido
<br />4.10.6.1. Capital de Trabalho Corresponde ao Ativo Circulante Mais o Ativo Realizável a Longo Prazo
<br />4.10.7. Imobilização dos Recursos não Correntes
<br />4.11. Quociente de Liquidez
<br />4.11.1. Liquidez Geral
<br />4.11.2. Liquidez Corrente
<br />4.11.3. Liquidez Seca
<br />4.11.4. Liquidez Imediata
<br />4.12. Índices de Solvência
<br />4.12.1. Solvência Geral
<br />4.13. Rotação do Ativo
<br />4.14. Margem Liquida
<br />4.15. Margem Operacional
<br />4.16. Margem Bruta
<br />4.18. Rentabilidade do Patrimônio Liquido
<br />4.19. Risco Financeiro
<br />4.20. Capital de Giro
<br />4.20.1. Analise de Curto Prazo
<br />4.21. Indicadores de Atividades ou Eficiência
<br />4.22. Sistema Du Pont de Analise Financeira
<br />4.23. Analise de Investimentos
<br />4.24. Valor Presente Liquido
<br />4.24.1. Calculo do Valor Presente Liquido – VPL
<br />4.25. Analise Completa Envolvendo Valor Presente Liquido
<br />4.26. Valor Futuro
<br />4.27. Valor Anual Equivalente
<br />4.28. Valor Presente dos Custos e Custo Anual Equivalente
<br />4.29. Taxa Interna de Retorno
<br />4.30. Prazo do Retorno do Investimento (PRI) ou Período de Recuperação do Investimento
<br />4.31. Período de Payback
<br />4.32. Taxa de Retorno Sobre o Investimento
<br />4.33. Lucratividade
<br />4.34. Rentabilidade
<br />4.35. Custo de Capital
<br />4.36. Markup
<br />4.37. Interpretação de Contas a Pagar
<br />4.38. Interpretação de Contas a Receber
<br />4.38.1. Interpretação de Capital de Giro
<br />4.38.2. Interpretação de Investimento
<br />4.38.3. Financiamentos de Apoio
<br />4.38.4. Financiamento para Pessoas Físicas
<br />4.38.4.1. O Caráter
<br />4.38.4.2. O Capital
<br />4.38.4.2.1. As Condições do Negocio
<br />4.38.4.3. A Capacidade de Pagamentos
<br />4.38.4.4. O "Colateral" (As Garantias)
<br />4.39. Credito de Cobrança
<br />4.39.1. Plano de Cobrança
<br />4.39.2. Técnicas de Proteção a Inadimplência
<br />4.39.3. Do Credito
<br />4.39.4. Organização na Política de Credito
<br />
<br />5. Fundamento Financeiro
<br />5.1. Economia no Mercado Financeiro
<br />5.2. A Importância da Economia Junto com as Finanças
<br />5.3. Fatos Econômicos
<br />5.4. Divisão da Economia
<br />5.5. Necessidades Humanas
<br />5.6. Bens Econômicos
<br />5.7. Área da Economia
<br />5.8. Importância da Informação
<br />5.8.1. Concorrência Perfeita
<br />5.8.2. Monopólio
<br />5.8.3. Concorrência Monopolista
<br />5.8.4. Oligopólio
<br />5.8.5. Monopsonio
<br />5.8.6. Monopólio Bilateral
<br />5.9. Benefícios de Segmentação
<br />5.9.1. Intermediação Financeira Direta
<br />5.9.2. Intermediação Financeira Indireta
<br />
<br />6. Plano Financeiro
<br />6.1. Planejamento Empresarial
<br />6.2. Planejamento Financeiro
<br />6.3. Planejamento Pessoal e Familiar
<br />6.3.1. Programe o seu Futuro e de sua Família
<br />
<br />7. Estratégias de Finanças
<br />7.1. Estratégia
<br />7.2. Conceito de Empreendedor
<br />7.3. Planejamento
<br />7.4. Organização
<br />7.5. Controle
<br />7.6. Previsão
<br />7.7. Direção
<br />7.8. Missão
<br />7.9. Visão
<br />7.10. Transformação do Empreendedor
<br />7.11. Estrutura do Plano de Negocio
<br />7.11.1. Modelo de Plano de Negocio
<br />7.12. Estratégias em Finanças
<br />7.13. Planejamento Tributário
<br />7.13.1. Elisão
<br />7.13.2. Evasão Fiscal
<br />7.14. Ferramentas Estratégicas de Administração, Credito e Finanças
<br />7.15. Ferramentas de Administração
<br />7.16. Ferramentas Econômicas
<br />7.16.1. Valor Econômico Agregado
<br />7.16.1.1. Ativo Operacional
<br />7.16.1.2. Passivo Operacional (PO)
<br />7.16.1.3. Ativo Operacional Liquido (AOL)
<br />7.16.1.4. Capital de Terceiros (CT)
<br />7.16.1.5. Capital Próprio (CP)
<br />7.16.1.6. Custo do Capital de Terceiros (CCT)
<br />7.16.1.7. Custo do Capital Próprio (CCP)
<br />7.16.1.8. Retorno Sobre o Ativo Operacional Liquido (RAOL)
<br />7.16.1.9. Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC)
<br />7.16.1.10. Valor Econômico Agregado (EVA)
<br />7.17. Ferramentas Financeiras
<br />7.17.1. Previsão de Falência de Kanitz
<br />7.17.1.1. Termômetro de Insolvência de Kanitz
<br />7.18. Balanced Scorecard – Uma Visão de Sucesso
<br />7.18.1. Balanced – Equilíbrio
<br />7.18.2. Balanced Scorecard – BSC – Equilíbrio ou Balanços de Desempenho
<br />7.18.3. Balanced Scorecard – BSC
<br />7.18.3.1. Apresentação do Balanced Scorecard
<br />7.18.3.2. Historia do Balanced Scorecard
<br />7.18.3.2.1. Era da Inspeção Produtiva para Mudança pelo Sistema Balanced Scorecard
<br />7.18.3.2.2. Era do Controle Estatístico na Produção para Mudança pelo Sistema de Balanced Scorecard
<br />7.18.3.2.3. Era da Garantia da Qualidade (Padronização de Produtos) para Mudança pelo Sistema Balanced Scorecard
<br />7.18.3.2.4. Era da Gestão Estratégica de Negócios para Mudança pelo Sistema de Balanced Scorecard
<br />7.18.4. Gestão Estratégica para Conhecer o Sistema de Balanced Scorecard
<br />7.18.4.1. Administração Estratégica para Conhecer o Sistema Balanced Scorecard
<br />7.18.4.2. Administração Estratégica com BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.3. Formulação Estratégica no Sistema BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.4. Falhas na Execução das Estratégias Avaliadas pelo Sistema BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.5. Informação e Pessoas no Sistema BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.6. Parceiros da Empresa no Sistema BSC – Ballanced Scorecard
<br />7.18.4.7. Necessidade de Outro Tipo de Medicao no Sistema BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.8. Metodologia de Trabalho no Sistema BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.9. Relação de Equilíbrio na Organização – BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.10. Equilíbrio das Perspectivas – BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.11. Relação de Causa e Efeito – BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.12. Mapeamento das Atividades – BSC – Balanced Scorecard
<br />7.18.4.13. Importância Vital dos Indicadores – BSC – Balanced Scorecard
<br />7.19. Postura Estratégica da Empresa
<br />7.19.1. Alguns Aspectos da Vantagem Competitiva
<br />7.19.2. Alguns Aspectos do Risco
<br />7.19.3. Importância da Estratégia
<br />7.19.4. Estratégia de Sobrevivência
<br />7.19.5. Estratégia de Crescimento
<br />7.19.6. Estratégia de Inovação
<br />7.19.7. Estratégia de Expansão
<br />7.19.8. Estratégia de Desenvolvimento
<br />7.19.9. Escolha da Estratégia
<br />7.19.10. Avaliação do Ambiente
<br />7.19.11. Finalização e Divulgação
<br />7.19.12. Estratégias Financeiras
<br />7.19.13. Estratégias de Marketing
<br />7.19.14. O que e Gerenciamento Estratégico?
<br />Referências
<br />Glossário
<br />

Demonstracao

2017-11-24_10-00-18-GestaoFinanceiraSWF.swf

Exercicios

2017-11-24_10-00-06-VienaPremiumGestaoFinanceiraRespostasExercicios.pdf

Paginas

400

ISBN

978-85-371-0518-4