Menu

NR 11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais

R$51,50

As normas regulamentadoras (NRs) são leis relacionadas à segurança e a
saúde ocupacional de diversas categorias de profissionais. Elas são elaboradas
pelo Ministério do Trabalho e …

320 páginasAutor(es): Wanderley BegnonISBN: 978-85-371-0482-8
Sumário

Sumário

Lista de Siglas e Abreviaturas
1. Introdução
1.1. Um Pouco de História
1.1.1. Guindastes na Grécia
1.1.2. Guindastes no Império Romano
1.1.3. Guindastes na Idade Média
1.1.4. Guindastes na Idade Moderna e Contemporânea
1.2. Acidentes Típicos na Movimentação de Cargas
1.3. Profissionais de Movimentação de Carga
1.3.1. Operador de Docagem
1.3.2. Operador de Guindaste
1.3.3. Rigger Sinaleiro
1.3.4. Operador de Empilhadeira
1.3.5. Outros Tipos de Operadores
2. Conceitos de Segurança do Trabalho
2.1. O Que é Segurança do Trabalho
2.2. Legislação que Define a Segurança do Trabalho
2.3. Acidentes do Trabalho
2.3.1. Ocorrências de Acidentes de Trabalho
2.3.2. Consequências dos Acidentes de Trabalho
2.3.3. Consequências dos Acidentes Para o Trabalhador
2.3.3.1. Traumas Psicológicos
2.3.3.2. Consequências dos Acidentes Para o Empregador
2.3.4. Causas dos Acidentes de Trabalho
2.3.4.1. Atos Inseguros
2.3.4.2. Condições Inseguras
2.3.5. Tipos de Acidentes de Trabalho
2.3.5.1. Doenças Profissionais ou Ocupacionais
2.3.5.2. Doenças do Trabalho
2.4. Noções de Risco do Trabalho
2.4.1. Diferença Entre Risco e Perigo
2.4.2. Agentes Ambientais de Risco
2.4.2.1. Agentes de Riscos Físicos
2.4.2.2. Agentes de Riscos Químicos
2.4.2.3. Agentes de Riscos Biológicos
2.4.2.4. Agentes de Riscos Ergonômicos
2.4.3. Identificação e Avaliação de Risco
2.4.3.1. Problemas e Soluções
2.4.3.2. Processo de Avaliação de Risco
2.4.4. Análise de Riscos
2.4.4.1. Objetivos da Análise de Risco
2.4.5. Análise Preliminar de Risco - APR
2.4.6. Mapa de Riscos
2.4.6.1. Benefícios da Adoção do Mapa de Riscos
2.4.6.2. Elaboração de um Mapa de Riscos
2.4.6.3. Etapas da Elaboração
2.5. Lesão
2.6. Programas e Sistemas de Prevenção
2.6.1. Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA
2.6.2. Semana Interna da Prevenção de Acidentes de Trabalho - SIPAT
2.6.3. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA
2.6.4. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO
2.6.4.1. Exame Pré-Admissional
2.6.4.2. Exame Admissional
2.6.4.3. Exame Periódico
2.6.4.4. Exame de Retorno ao Trabalho
2.6.4.5. Exame de Mudança de Função
2.6.5. Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina
do Trabalho - SESMT
2.7. Fatores Psicossociais
2.7.1. Riscos Psicossociais
2.7.1.1. Estresse
2.7.1.2. Violência
2.7.1.3. Bullying
2.7.2. A Falta de Capacitação para o Trabalho
2.7.3. Sobrecarga de Trabalho
2.7.4. A Falta de Recursos
2.7.5. Segurança
2.7.6. Ansiedade Social
2.7.7. O Papel das Empresas
2.7.8. Informações Complementares
3. Riscos e Acidentes Típicos da Movimentação de Cargas
3.1. Medidas de Prevenção
3.2. Principais Causas dos Acidentes
3.2.1. Imperícia
3.2.2. Negligência
3.2.3. Imprudência
3.3. Fatores de Riscos e Consequências na Movimentação de Cargas
3.3.1. Riscos na Movimentação Manual de Cargas (MMC)
3.3.1.1. Consequências Para a Saúde Geradas Pelo Manuseio Inadequado de Cargas
3.4. Riscos na Movimentação Mecanizada de Cargas
3.4.1. Riscos nas Operações com Empilhadeiras
3.4.1.1. Fatores Que Causam Acidentes com Empilhadeiras
3.4.2. Riscos nas Operações com Guindaste
3.4.3. Riscos nas Operações com Outros Equipamentos
4. Prevenção de Acidentes da Movimentação de Cargas
4.1. Medidas de Prevenção
4.2. Hierarquia nas Medidas de Prevenção
4.3. Equipamentos de Segurança Para Movimentação de Cargas
4.3.1. Equipamentos de Proteção Coletiva – EPC
4.3.2. Equipamentos de Proteção Individual – EPI
4.3.2.1. Obrigações dos Empregados
4.3.2.2. Obrigações do Empregador
4.3.2.3. Fornecimento de EPIs
4.3.2.4. Durabilidade do Equipamento
4.3.2.5. Recomendações Gerais de Segurança
4.3.2.6. EPIs Aplicados nas Atividades Movimentação de Carga
4.4. Plano de Rigging
4.4.1. Aspectos Jurídicos, Obrigatoriedade
4.4.2. Quem Pode Elaborar um Plano de Rigging
4.4.3. Processo de Elaboração de um Plano de Rigging
4.5. As Posturas no Ambiente de Trabalho
4.5.1. Ações Preventivas Contra Fadiga Muscular e Danos à Coluna
4.5.2. Recomendações Gerais Para Movimentação Manual de Cargas
4.5.3. Exercícios de Relaxamento e Alongamento
4.5.3.1. Tipos de Ginástica Laboral
4.6. Checklist
4.6.1. Tipos de Checklist
4.7. Inspeções de Segurança de Equipamentos e Acessórios
4.7.1. Tipos de Inspeção
4.7.2. Inspeções Específicas de Equipamentos e Acessórios
4.7.2.1. Inspeção de Ponte Rolante
4.7.2.2. Inspeção de Empilhadeira
4.7.2.3. Inspeção de Guindaste
4.8. Sinalização Padrão Para Movimentação de Carga
4.8.1. Sinais Utilizados na Movimentação de Carga
5. Noções Básicas de Primeiros Socorros
5.1. Primeiros Socorros
5.1.1. Avaliação das Condições Gerais da Vítima
5.2. Posição Lateral de Segurança (PLS)
5.3. Respiração
5.3.1. Abertura das Vias Respiratórias
5.3.2. Respiração Artificial
5.3.3. Asfixia/Sufocação
5.3.3.1. Manobra de Heimlich
5.3.4. Crises Asmáticas
5.4. Convulsão
5.5. Circulação
5.6. Massagem Cardíaca
5.7. Hemorragias
5.7.1. Hemorragia Nasal
5.7.2. Hemorragia na Palma da Mão
5.8. Ataque Cardíaco
5.8.1. Principais Sintomas de Ataque Cardíaco
5.8.1.1. Diagnóstico
5.8.1.2. Tratamento
5.8.1.3. Todo Esse Tratamento Fica a Critério do Médico
5.9. Desmaios
5.10. Estados de Choque
5.11. Queimaduras
5.11.1. Classificação das Queimaduras
5.11.1.1. Queimaduras de 1° Grau
5.11.1.2. Queimaduras de 2° Grau
5.11.1.3. Queimaduras de 3° Grau
5.11.1.4. Queimaduras de 4° Grau
5.11.1.5. Queimaduras de 5° Grau
5.11.1.6. Queimaduras Causadas por Substâncias Químicas, Ácidos e Bases
5.11.1.7. Queimaduras Causadas por Corrente Elétrica
5.11.1.8. Queimaduras Causadas por Explosivos
5.12. Entorses
5.12.1. Lesão Muscular
5.12.2. A Imobilização
5.13. Fraturas
5.13.1. Consequências e Prejuízos
5.13.2. Incapacidade Considerada Permanente
5.13.3. Incapacidade Total e Permanente
5.13.4. Situações de Risco de Fraturas
5.14. Imobilização
5.15. Outros Procedimentos Importantes
5.15.1. Fraturas Expostas
5.16. Choques Elétricos
5.16.1. Danos Causados ao Corpo Humano
5.16.2. Sintoma dos Choques Elétricos
5.16.3. Eletrocussão
5.17. Envenenamento e Intoxicação
5.17.1. Envenenamento por Via Digestiva
5.17.2. Envenenamento por Medicamentos
5.17.3. Envenenamento por Produtos Tóxicos
5.17.3.1. Monóxido de Carbono
5.17.4. Intoxicação Aguda
5.17.5. Dissolventes Orgonômicos
5.17.6. Intoxicação por Substâncias e/ou Venenos Inalados
5.18. Insolação/Golpe de Calor
5.19. Transporte de Vítimas
6. Conceitos Gerais Movimentação de Carga
6.1. Conceitos e Definições
6.1.1. Elementos Fundamentais na Movimentação de Materiais
6.1.1.1. Leis da Movimentação de Materiais
6.1.1.2. Tipos de Movimentação
6.2. Métodos de Movimentação
6.2.1. Movimentação Manual de Cargas
6.2.2. Movimentação Manual com Equipamento Auxiliar
6.2.3. Limites de Cargas na Movimentação Manual
6.2.3.1. O Método Niosh
6.2.4. Movimentação Mecanizada de Cargas
6.2.4.1. Sistemas de Movimentação Mecânica de Cargas
6.2.5. Movimentação Automatizada de Cargas
6.3. Classificação dos Equipamentos de Movimentação Mecanizada
6.3.1. Veículos Industriais
6.3.2. Sistemas de Transportadores Contínuos
6.3.3. Sistemas de Transportadores Descontínuos
6.3.4. Equipamentos de Elevação e Transferência
6.4. Movimentação Interna de Material
6.4.1. Características das Cargas
6.4.2. Natureza das Cargas
6.4.2.1. Carga Geral
6.4.2.2. Carga a Granel
6.4.2.3. Carga Frigorificada
6.4.2.4. Carga Perigosa
6.4.2.5. Carga Neo-Granel
6.4.2.6. Carga Fracionada
6.5. Unitização de Cargas
6.5.1. Formas de Unitização
6.5.2. Unidades de Cargas
6.5.3. Paletes
6.5.3.1. Arranjos Sobre Paletes
6.6. Embalagens
6.6.1. Funções Logísticas da Embalagem
6.6.2. Tipos de Embalagens
6.6.3. Materiais das Embalagens
6.6.4. Embalagens para Armazenagem e Transporte
6.6.4.1. Caixa de Papelão
6.6.4.1.1. Tipos de Papelão Ondulado
6.6.4.1.2. Tipos de Ondas
6.6.4.2. Tambores Metálicos
6.6.4.3. Bombonas
6.6.4.4. Fardos
6.6.4.5. Filmes Shrink e Stretch
6.6.5. Embalagens para Cargas Perigosas
6.7. Simbologias nas Embalagens
6.7.1. Símbolos de Segurança e Proteção
7. Movimentação de Cargas Perigosas
7.1. O que são Produtos Perigosos
7.2. Meios de Transportes de Cargas Perigosas
7.2.1. Riscos no Transporte de Cargas Perigosas
7.2.2. Cuidados Básicos em Caso de Acidentes
7.2.3. Legislação de Produtos Perigosos
7.2.3.1. Legislação Federal
7.2.3.2. Resoluções Conama
7.2.3.3. Resoluções Contran
7.2.3.4. Resoluções e Portarias ANTT
7.2.3.5. Resoluções Inmetro
7.2.4. Normas da ABNT
7.3. Principais Obrigações Legais e Documentos
7.3.1. Exigências para a Transportadora
7.3.2. Exigências para o Veículo
7.3.3. Exigências para o Motorista
7.3.4. Exigências para a Carga
7.4. Tipos de Veículos e suas Capacidades de Transporte
7.4.1. Caminhões
7.4.2. Carretas
7.4.2.1. Tipos de Carretas
7.5. Treinamento na Movimentação e Operação
de Produtos Perigosos
7.5.1. Procedimentos Gerais de Segurança
7.5.2. Veículos e Equipamentos
7.5.3. Manuseio e Movimentação
7.5.4. Embalagem e Rotulagem
7.6. Equipamentos Obrigatórios
7.6.1. Tipos de Equipamento de Proteção Individual
7.6.1.1. Kit de Equipamentos para Situações de Emergência
7.7. Sistema de Classificação de Risco
7.7.1. Simbologia de Risco
7.7.1.1. O Número ONU
7.7.1.2. O Número de Risco
7.7.1.3. Painel de Segurança
7.7.1.4. Rótulo de Risco
7.7.1.5. Sinalização do Veículo
7.7.1.6. GHS – Globally Harmonized System
8. Sistema de Movimentação de Cargas
8.1. Classificação dos Veículos de Transporte
8.1.1. Veículos Industriais
8.1.2. Equipamentos de Elevação e Transferência
8.1.3. Transportadores Contínuos
8.1.4. Equipamentos de Manipulação de Contêineres
8.2. Máquinas, Veículos e Acessórios de Movimentação de Cargas
8.2.1. Elevadores de Transporte de Carga
8.2.2. Empilhadeiras
8.2.2.1. Classes de Empilhadeiras
8.2.2.2. Componentes das Empilhadeiras
8.2.3. Esteiras Transportadoras
8.2.4. Guindastes
8.2.4.1. Áreas de Aplicação
8.2.4.2. Tipos de Guindastes
8.2.4.2.1. Caminhão Guindauto
8.2.4.2.2. Guindaste para Terrenos Acidentados
8.2.4.2.3. Guindaste Pick And Carry
8.2.4.2.4. Guindaste Telescópico
8.2.4.2.5. Guindaste Sobre Esteiras
8.2.4.2.6. Guindaste Sobre Trilhos
8.2.4.2.7. Guindaste Flutuante
8.2.4.2.8. Guindaste Aéreo
8.2.4.2.9. Guindaste de Torre ou Grua
8.2.4.2.10. Guindaste de Pórtico
8.2.4.3. Acessórios de Elevação nos Guindastes
8.2.5. Paleteiras
8.2.5.1. Tipos de Paleteiras
8.2.6. Pontes Rolantes
8.2.6.1. Principais Componentes das Pontes Rolantes
8.2.7. Portainer
8.2.8. Reach Stacker
8.2.9. Transelevador
8.2.10. Transtainer
8.3. Equipamentos e Acessórios na Movimentação e Elevação de Cargas
8.3.1. Balancim
8.3.2. Cabos de Aço
8.3.2.1. Composição Construtiva do Cabo de Aço
8.3.3. Caçamba para Grua
8.3.4. Cintas de Elevação
8.3.4.1. Tipos de Cintas de Elevação
8.3.5. Correntes de Elevação
8.3.6. Ganchos
8.3.7. Garras para Elevação
8.3.8. Guinchos de Elevação
8.3.9. Manilhas
8.3.10. Moitão e Cadernal
8.3.11. Olhal de Suspensão
8.3.12. Patesca
8.3.13. Patola
8.3.14. Pega Vigas
8.3.15. Talhas
8.3.15.1. Talhas Manuais
8.3.15.2. Talhas Elétricas
8.3.15.3. Talhas Pneumáticas
8.3.16. Tifor
8.3.17. Trolley
9. Legislação e Normatização Aplicadas
9.1. Normas Regulamentadoras
9.2. Normas Técnicas
9.2.1. Normas para Acessórios e Terminais
9.2.2. Normas para Cabos de Aço
9.2.3. Normas para Cintas para Elevação de Cargas
9.2.4. Normas para Correntes
9.2.5. Normas para Cálculos de Carga
9.3. Norma Regulamentadora 11 e Comentários
9.3.1. Cuidados Especiais
9.3.2. Segurança em Transporte Motorizado
9.3.3. Atividades de Transporte de Sacos
9.3.4. Aspectos de Segurança do Armazenamento de Materiais
9.3.5. Armazenamento de Materiais
9.3.6. Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Chapas
de Mármore, Granito e Outras Rochas
9.3.6.1. Recomendações de Segurança para os Fueiros
9.3.6.2. Recomendações de Segurança no Uso de Carro Porta-Bloco e Carro Transportador
9.3.6.2.1. Requisitos Mínimos dos Equipamentos
9.3.6.2.2. Requisitos Mínimos de Capacitação
9.3.6.2.3. Requisitos Mínimos Operacionais
9.3.6.3. Recomendações de Segurança de Estocagem das Chapas
de Mármore ou Granito
9.3.6.3.1. Recomendações de Segurança na Utilização dos Cavaletes
9.3.6.3.2. Recomendações de Segurança na Movimentação de Chapas
9.3.6.3.3. Movimentação de Chapas com Uso de Ventosas
9.3.6.4. Movimentação de Chapas com Cabos de Aço, Cintas, Correias
e Correntes
9.3.6.4.1. Requisitos Mínimos para Cabos e Correntes de Aço
9.3.6.5. Requisitos Mínimos para Cabos de Aço, Cintas, Correias
e Correntes
9.3.6.6. Movimentação de Chapas com Uso de Garras
9.3.6.7. Disposições Gerais de Segurança
10. Princípios e Técnicas de Movimentação e Elevação de Cargas
10.1. Princípios Básicos Aplicados
10.1.1. Centro de Gravidade
10.1.2. Equilíbrio e Estabilidade de Corpos Apoiados
10.1.3. Equilíbrio e Estabilidade de Corpos Suspensos
10.1.4. Princípio da Alavanca
10.1.4.1. Os Tipos de Alavancas
10.1.5. Princípio da Vantagem Mecânica
10.1.5.1. Polias
10.1.5.1.1. Polia Fixa
10.1.5.1.2. Polia Móvel
10.1.5.1.3. Associação de Polias
10.2. Equilíbrio de uma Empilhadeira
10.2.1. Triângulo de Estabilidade de uma Empilhadeira
10.3. Técnicas de Içamento e Amarração de Cargas
10.3.1. Cronograma Ideal para uma Movimentação de Cargas
10.3.1.1. Determinação do Centro de Gravidade da Carga
10.3.1.2. Determinação da Capacidade de Carga
10.3.1.3. Determinação dos Acessórios de Içamento
10.3.1.3.1. Acessórios do Equipamento
10.3.1.3.2. Acessórios de Içamento
10.3.1.3.3. Estruturas Auxiliares de Içamento
10.3.2. Escolha da Eslinga a ser Acoplada
10.3.3. Configurações das Lingas na Amarração de Cargas
10.3.3.1. Laços de Cabo de Aço
10.3.3.2. Tipos de Laços
10.3.3.3. Formas de Laçadas de Cintas
10.3.3.4. Tipos de Içamento Usando Cintas
10.3.4. Conjunto de Pernas de Linga
10.3.4.1. Configurações das Lingas
10.3.4.2. Tipos de Lingas
10.3.5. Determinar a Capacidade de Carga das Lingas
10.3.5.1. Ângulos Internos da Linga
10.3.5.2. Ângulos Externo da Linga
10.3.5.3. Pontos de Içamento e Amarração
10.4. Técnicas de Empilhamento de Cargas
10.4.1. Empilhamento por Processo Mecanizado
10.4.1.1. Regras de Empilhamento com Uso de Empilhadeiras
11. Procedimentos de Segurança e Inspeções em Equipamentos
11.1. Recomendações Básicas
11.2. Procedimentos Gerais de Segurança com Equipamentos e Veículos
11.2.1. Segurança no Uso de Paleteiras Manuais
11.2.2. Movimentação da Paleteira em Rampas
11.2.3. Segurança nas Operações com Empilhadeiras
11.2.3.1. Cuidados Preliminares
11.2.3.2. Cuidados Gerais de Segurança e Manutenção
11.2.3.3. Cuidados no Trânsito com a Empilhaderia
11.2.3.4. Cuidados no Carregamento
11.2.3.5. Cuidados na Condução de Cargas
11.2.3.6. Cuidados na Descarga
11.2.4. Segurança nas Operações com Guindastes
11.2.4.1. Cuidados Preliminares
11.2.4.2. Cuidados Gerais de Segurança e Manutenção
11.2.4.3. Cuidados na Movimentação da Carga
11.2.4.4. Cuidados com Redes Energizadas
11.2.5. Segurança nas Operações com Caminhão Munk
11.2.6. Segurança nas Operações com Pontes Rolantes
11.2.6.1. Cuidados Preliminares
11.2.6.2. Cuidados Gerais de Segurança e Manutenção
11.2.6.3. Cuidados na Movimentação de Cargas
11.2.7. Segurança com Talhas
11.2.7.1. Medidas Restritivas
11.2.8. Segurança nas Operações com Elevadores de Carga
e Monta-Cargas
11.3. Procedimentos Gerais de Segurança com Acessórios
11.3.1. Segurança com Cabos de Aço
11.3.1.1. Cuidados com Cabos de Aço
11.3.1.2. Inspeção de Cabos de Aço
11.3.1.2.1. Inspeção Visual Diária
11.3.1.2.2. Inspeção Periódica
11.3.1.2.3. Manutenção do Cabo de Aço
11.3.2. Segurança com Correntes de Elevação
11.3.2.1. Recomendações no Uso de Correntes e Lingas de Correntes
11.3.2.1.1. Recomendações Preliminares
11.3.2.1.2. Recomendações Restritivas
11.3.2.1.3. Recomendações para Manutenção de Correntes
11.3.2.1.4. Procedimentos de Inspeção
11.3.2.1.5. Quando Substituir as Lingas
11.3.3. Segurança com Cintas para Elevação de Cargas
11.3.3.1. Recomendações Preliminares e de Manejo
11.3.3.2. Medidas de Manutenção das Cintas
11.3.3.3. Procedimentos de Inspeção
11.3.3.4. Danos Encontrados na Inspeção
11.4. Procedimentos de Segurança e Ergonomia
11.4.1. Segurança no Levantamento Manual de Cargas
Referências
Glossário
Amostra

Clique nos cantos para folhear

Exercícios

Download do arquivo de exercícios

Clique aqui para fazer o download.
REF: 978-85-371-0482-8 Categoria

As normas regulamentadoras (NRs) são leis relacionadas à segurança e a
saúde ocupacional de diversas categorias de profissionais. Elas são elaboradas
pelo Ministério do Trabalho e são referência para o desenvolvimento das ações
e obrigações das empresas públicas e privadas, que possuem empregados  regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A NR 11 é a norma que dispõe sobre o transporte, a movimentação, a armazenagem e o manuseio de materiais. Ela estabelece os requisitos de segurança que devem ser observados nos locais de trabalho para evitar acidentes com equipamentos, como elevadores, guindastes, empilhadeiras e transportadores industriais.

O livro NR 11 Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de

Materiais – Técnicas e Aspectos Gerais de Segurança apresenta um conteúdo dinâmico com itens importantes e que devem ser conhecidos por profissionais da área. Está dividido em capítulos complementares que permitem conhecer gradativamente os conceitos e a aplicação de vários itens abordados na norma NR 11.

Entre os tópicos abordados estão: os riscos e os acidentes peculiares a movimentação de cargas, os conceitos de segurança do trabalho, as
Normas Regulamentadoras e as Normas Técnicas, os acidentes de trabalho, os programas e sistemas de prevenção, as principais causas de acidentes, os
fatores de riscos na movimentação de cargas, as inspeções de segurança em
equipamentos, a sinalização padrão, as noções básicas de primeiros socorros,
os símbolos de segurança e proteção, os meios de transportes de cargas
perigosas, as técnicas de movimentação e elevação de cargas, as técnicas de
içamento, a amarração e o empilhamento de cargas, os cuidados nas operações

com empilhadeiras, guindastes e caminhão munck, a necessidade de inspeção
periódica, os procedimentos de segurança e ergonomia, entre outros.

No final de cada capítulo são apresentadas propostas de atividades sobre o conteúdo que visam a fixação e completam a aprendizagem.

Peso 0.403 kg
Dimensões 210 x 148 x 2 mm
Autor

Wanderley Begnon

Sumario

Lista de Siglas e Abreviaturas
<br />1. Introdução
<br />1.1. Um Pouco de História
<br />1.1.1. Guindastes na Grécia
<br />1.1.2. Guindastes no Império Romano
<br />1.1.3. Guindastes na Idade Média
<br />1.1.4. Guindastes na Idade Moderna e Contemporânea
<br />1.2. Acidentes Típicos na Movimentação de Cargas
<br />1.3. Profissionais de Movimentação de Carga
<br />1.3.1. Operador de Docagem
<br />1.3.2. Operador de Guindaste
<br />1.3.3. Rigger Sinaleiro
<br />1.3.4. Operador de Empilhadeira
<br />1.3.5. Outros Tipos de Operadores
<br />2. Conceitos de Segurança do Trabalho
<br />2.1. O Que é Segurança do Trabalho
<br />2.2. Legislação que Define a Segurança do Trabalho
<br />2.3. Acidentes do Trabalho
<br />2.3.1. Ocorrências de Acidentes de Trabalho
<br />2.3.2. Consequências dos Acidentes de Trabalho
<br />2.3.3. Consequências dos Acidentes Para o Trabalhador
<br />2.3.3.1. Traumas Psicológicos
<br />2.3.3.2. Consequências dos Acidentes Para o Empregador
<br />2.3.4. Causas dos Acidentes de Trabalho
<br />2.3.4.1. Atos Inseguros
<br />2.3.4.2. Condições Inseguras
<br />2.3.5. Tipos de Acidentes de Trabalho
<br />2.3.5.1. Doenças Profissionais ou Ocupacionais
<br />2.3.5.2. Doenças do Trabalho
<br />2.4. Noções de Risco do Trabalho
<br />2.4.1. Diferença Entre Risco e Perigo
<br />2.4.2. Agentes Ambientais de Risco
<br />2.4.2.1. Agentes de Riscos Físicos
<br />2.4.2.2. Agentes de Riscos Químicos
<br />2.4.2.3. Agentes de Riscos Biológicos
<br />2.4.2.4. Agentes de Riscos Ergonômicos
<br />2.4.3. Identificação e Avaliação de Risco
<br />2.4.3.1. Problemas e Soluções
<br />2.4.3.2. Processo de Avaliação de Risco
<br />2.4.4. Análise de Riscos
<br />2.4.4.1. Objetivos da Análise de Risco
<br />2.4.5. Análise Preliminar de Risco – APR
<br />2.4.6. Mapa de Riscos
<br />2.4.6.1. Benefícios da Adoção do Mapa de Riscos
<br />2.4.6.2. Elaboração de um Mapa de Riscos
<br />2.4.6.3. Etapas da Elaboração
<br />2.5. Lesão
<br />2.6. Programas e Sistemas de Prevenção
<br />2.6.1. Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA
<br />2.6.2. Semana Interna da Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT
<br />2.6.3. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA
<br />2.6.4. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO
<br />2.6.4.1. Exame Pré-Admissional
<br />2.6.4.2. Exame Admissional
<br />2.6.4.3. Exame Periódico
<br />2.6.4.4. Exame de Retorno ao Trabalho
<br />2.6.4.5. Exame de Mudança de Função
<br />2.6.5. Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina
<br /> do Trabalho – SESMT
<br />2.7. Fatores Psicossociais
<br />2.7.1. Riscos Psicossociais
<br />2.7.1.1. Estresse
<br />2.7.1.2. Violência
<br />2.7.1.3. Bullying
<br />2.7.2. A Falta de Capacitação para o Trabalho
<br />2.7.3. Sobrecarga de Trabalho
<br />2.7.4. A Falta de Recursos
<br />2.7.5. Segurança
<br />2.7.6. Ansiedade Social
<br />2.7.7. O Papel das Empresas
<br />2.7.8. Informações Complementares
<br />3. Riscos e Acidentes Típicos da Movimentação de Cargas
<br />3.1. Medidas de Prevenção
<br />3.2. Principais Causas dos Acidentes
<br />3.2.1. Imperícia
<br />3.2.2. Negligência
<br />3.2.3. Imprudência
<br />3.3. Fatores de Riscos e Consequências na Movimentação de Cargas
<br />3.3.1. Riscos na Movimentação Manual de Cargas (MMC)
<br />3.3.1.1. Consequências Para a Saúde Geradas Pelo Manuseio Inadequado de Cargas
<br />3.4. Riscos na Movimentação Mecanizada de Cargas
<br />3.4.1. Riscos nas Operações com Empilhadeiras
<br />3.4.1.1. Fatores Que Causam Acidentes com Empilhadeiras
<br />3.4.2. Riscos nas Operações com Guindaste
<br />3.4.3. Riscos nas Operações com Outros Equipamentos
<br />4. Prevenção de Acidentes da Movimentação de Cargas
<br />4.1. Medidas de Prevenção
<br />4.2. Hierarquia nas Medidas de Prevenção
<br />4.3. Equipamentos de Segurança Para Movimentação de Cargas
<br />4.3.1. Equipamentos de Proteção Coletiva – EPC
<br />4.3.2. Equipamentos de Proteção Individual – EPI
<br />4.3.2.1. Obrigações dos Empregados
<br />4.3.2.2. Obrigações do Empregador
<br />4.3.2.3. Fornecimento de EPIs
<br />4.3.2.4. Durabilidade do Equipamento
<br />4.3.2.5. Recomendações Gerais de Segurança
<br />4.3.2.6. EPIs Aplicados nas Atividades Movimentação de Carga
<br />4.4. Plano de Rigging
<br />4.4.1. Aspectos Jurídicos, Obrigatoriedade
<br />4.4.2. Quem Pode Elaborar um Plano de Rigging
<br />4.4.3. Processo de Elaboração de um Plano de Rigging
<br />4.5. As Posturas no Ambiente de Trabalho
<br />4.5.1. Ações Preventivas Contra Fadiga Muscular e Danos à Coluna
<br />4.5.2. Recomendações Gerais Para Movimentação Manual de Cargas
<br />4.5.3. Exercícios de Relaxamento e Alongamento
<br />4.5.3.1. Tipos de Ginástica Laboral
<br />4.6. Checklist
<br />4.6.1. Tipos de Checklist
<br />4.7. Inspeções de Segurança de Equipamentos e Acessórios
<br />4.7.1. Tipos de Inspeção
<br />4.7.2. Inspeções Específicas de Equipamentos e Acessórios
<br />4.7.2.1. Inspeção de Ponte Rolante
<br />4.7.2.2. Inspeção de Empilhadeira
<br />4.7.2.3. Inspeção de Guindaste
<br />4.8. Sinalização Padrão Para Movimentação de Carga
<br />4.8.1. Sinais Utilizados na Movimentação de Carga
<br />5. Noções Básicas de Primeiros Socorros
<br />5.1. Primeiros Socorros
<br />5.1.1. Avaliação das Condições Gerais da Vítima
<br />5.2. Posição Lateral de Segurança (PLS)
<br />5.3. Respiração
<br />5.3.1. Abertura das Vias Respiratórias
<br />5.3.2. Respiração Artificial
<br />5.3.3. Asfixia/Sufocação
<br />5.3.3.1. Manobra de Heimlich
<br />5.3.4. Crises Asmáticas
<br />5.4. Convulsão
<br />5.5. Circulação
<br />5.6. Massagem Cardíaca
<br />5.7. Hemorragias
<br />5.7.1. Hemorragia Nasal
<br />5.7.2. Hemorragia na Palma da Mão
<br />5.8. Ataque Cardíaco
<br />5.8.1. Principais Sintomas de Ataque Cardíaco
<br />5.8.1.1. Diagnóstico
<br />5.8.1.2. Tratamento
<br />5.8.1.3. Todo Esse Tratamento Fica a Critério do Médico
<br />5.9. Desmaios
<br />5.10. Estados de Choque
<br />5.11. Queimaduras
<br />5.11.1. Classificação das Queimaduras
<br />5.11.1.1. Queimaduras de 1° Grau
<br />5.11.1.2. Queimaduras de 2° Grau
<br />5.11.1.3. Queimaduras de 3° Grau
<br />5.11.1.4. Queimaduras de 4° Grau
<br />5.11.1.5. Queimaduras de 5° Grau
<br />5.11.1.6. Queimaduras Causadas por Substâncias Químicas, Ácidos e Bases
<br />5.11.1.7. Queimaduras Causadas por Corrente Elétrica
<br />5.11.1.8. Queimaduras Causadas por Explosivos
<br />5.12. Entorses
<br />5.12.1. Lesão Muscular
<br />5.12.2. A Imobilização
<br />5.13. Fraturas
<br />5.13.1. Consequências e Prejuízos
<br />5.13.2. Incapacidade Considerada Permanente
<br />5.13.3. Incapacidade Total e Permanente
<br />5.13.4. Situações de Risco de Fraturas
<br />5.14. Imobilização
<br />5.15. Outros Procedimentos Importantes
<br />5.15.1. Fraturas Expostas
<br />5.16. Choques Elétricos
<br />5.16.1. Danos Causados ao Corpo Humano
<br />5.16.2. Sintoma dos Choques Elétricos
<br />5.16.3. Eletrocussão
<br />5.17. Envenenamento e Intoxicação
<br />5.17.1. Envenenamento por Via Digestiva
<br />5.17.2. Envenenamento por Medicamentos
<br />5.17.3. Envenenamento por Produtos Tóxicos
<br />5.17.3.1. Monóxido de Carbono
<br />5.17.4. Intoxicação Aguda
<br />5.17.5. Dissolventes Orgonômicos
<br />5.17.6. Intoxicação por Substâncias e/ou Venenos Inalados
<br />5.18. Insolação/Golpe de Calor
<br />5.19. Transporte de Vítimas
<br />6. Conceitos Gerais Movimentação de Carga
<br />6.1. Conceitos e Definições
<br />6.1.1. Elementos Fundamentais na Movimentação de Materiais
<br />6.1.1.1. Leis da Movimentação de Materiais
<br />6.1.1.2. Tipos de Movimentação
<br />6.2. Métodos de Movimentação
<br />6.2.1. Movimentação Manual de Cargas
<br />6.2.2. Movimentação Manual com Equipamento Auxiliar
<br />6.2.3. Limites de Cargas na Movimentação Manual
<br />6.2.3.1. O Método Niosh
<br />6.2.4. Movimentação Mecanizada de Cargas
<br />6.2.4.1. Sistemas de Movimentação Mecânica de Cargas
<br />6.2.5. Movimentação Automatizada de Cargas
<br />6.3. Classificação dos Equipamentos de Movimentação Mecanizada
<br />6.3.1. Veículos Industriais
<br />6.3.2. Sistemas de Transportadores Contínuos
<br />6.3.3. Sistemas de Transportadores Descontínuos
<br />6.3.4. Equipamentos de Elevação e Transferência
<br />6.4. Movimentação Interna de Material
<br />6.4.1. Características das Cargas
<br />6.4.2. Natureza das Cargas
<br />6.4.2.1. Carga Geral
<br />6.4.2.2. Carga a Granel
<br />6.4.2.3. Carga Frigorificada
<br />6.4.2.4. Carga Perigosa
<br />6.4.2.5. Carga Neo-Granel
<br />6.4.2.6. Carga Fracionada
<br />6.5. Unitização de Cargas
<br />6.5.1. Formas de Unitização
<br />6.5.2. Unidades de Cargas
<br />6.5.3. Paletes
<br />6.5.3.1. Arranjos Sobre Paletes
<br />6.6. Embalagens
<br />6.6.1. Funções Logísticas da Embalagem
<br />6.6.2. Tipos de Embalagens
<br />6.6.3. Materiais das Embalagens
<br />6.6.4. Embalagens para Armazenagem e Transporte
<br />6.6.4.1. Caixa de Papelão
<br />6.6.4.1.1. Tipos de Papelão Ondulado
<br />6.6.4.1.2. Tipos de Ondas
<br />6.6.4.2. Tambores Metálicos
<br />6.6.4.3. Bombonas
<br />6.6.4.4. Fardos
<br />6.6.4.5. Filmes Shrink e Stretch
<br />6.6.5. Embalagens para Cargas Perigosas
<br />6.7. Simbologias nas Embalagens
<br />6.7.1. Símbolos de Segurança e Proteção
<br />7. Movimentação de Cargas Perigosas
<br />7.1. O que são Produtos Perigosos
<br />7.2. Meios de Transportes de Cargas Perigosas
<br />7.2.1. Riscos no Transporte de Cargas Perigosas
<br />7.2.2. Cuidados Básicos em Caso de Acidentes
<br />7.2.3. Legislação de Produtos Perigosos
<br />7.2.3.1. Legislação Federal
<br />7.2.3.2. Resoluções Conama
<br />7.2.3.3. Resoluções Contran
<br />7.2.3.4. Resoluções e Portarias ANTT
<br />7.2.3.5. Resoluções Inmetro
<br />7.2.4. Normas da ABNT
<br />7.3. Principais Obrigações Legais e Documentos
<br />7.3.1. Exigências para a Transportadora
<br />7.3.2. Exigências para o Veículo
<br />7.3.3. Exigências para o Motorista
<br />7.3.4. Exigências para a Carga
<br />7.4. Tipos de Veículos e suas Capacidades de Transporte
<br />7.4.1. Caminhões
<br />7.4.2. Carretas
<br />7.4.2.1. Tipos de Carretas
<br />7.5. Treinamento na Movimentação e Operação
<br /> de Produtos Perigosos
<br />7.5.1. Procedimentos Gerais de Segurança
<br />7.5.2. Veículos e Equipamentos
<br />7.5.3. Manuseio e Movimentação
<br />7.5.4. Embalagem e Rotulagem
<br />7.6. Equipamentos Obrigatórios
<br />7.6.1. Tipos de Equipamento de Proteção Individual
<br />7.6.1.1. Kit de Equipamentos para Situações de Emergência
<br />7.7. Sistema de Classificação de Risco
<br />7.7.1. Simbologia de Risco
<br />7.7.1.1. O Número ONU
<br />7.7.1.2. O Número de Risco
<br />7.7.1.3. Painel de Segurança
<br />7.7.1.4. Rótulo de Risco
<br />7.7.1.5. Sinalização do Veículo
<br />7.7.1.6. GHS – Globally Harmonized System
<br />8. Sistema de Movimentação de Cargas
<br />8.1. Classificação dos Veículos de Transporte
<br />8.1.1. Veículos Industriais
<br />8.1.2. Equipamentos de Elevação e Transferência
<br />8.1.3. Transportadores Contínuos
<br />8.1.4. Equipamentos de Manipulação de Contêineres
<br />8.2. Máquinas, Veículos e Acessórios de Movimentação de Cargas
<br />8.2.1. Elevadores de Transporte de Carga
<br />8.2.2. Empilhadeiras
<br />8.2.2.1. Classes de Empilhadeiras
<br />8.2.2.2. Componentes das Empilhadeiras
<br />8.2.3. Esteiras Transportadoras
<br />8.2.4. Guindastes
<br />8.2.4.1. Áreas de Aplicação
<br />8.2.4.2. Tipos de Guindastes
<br />8.2.4.2.1. Caminhão Guindauto
<br />8.2.4.2.2. Guindaste para Terrenos Acidentados
<br />8.2.4.2.3. Guindaste Pick And Carry
<br />8.2.4.2.4. Guindaste Telescópico
<br />8.2.4.2.5. Guindaste Sobre Esteiras
<br />8.2.4.2.6. Guindaste Sobre Trilhos
<br />8.2.4.2.7. Guindaste Flutuante
<br />8.2.4.2.8. Guindaste Aéreo
<br />8.2.4.2.9. Guindaste de Torre ou Grua
<br />8.2.4.2.10. Guindaste de Pórtico
<br />8.2.4.3. Acessórios de Elevação nos Guindastes
<br />8.2.5. Paleteiras
<br />8.2.5.1. Tipos de Paleteiras
<br />8.2.6. Pontes Rolantes
<br />8.2.6.1. Principais Componentes das Pontes Rolantes
<br />8.2.7. Portainer
<br />8.2.8. Reach Stacker
<br />8.2.9. Transelevador
<br />8.2.10. Transtainer
<br />8.3. Equipamentos e Acessórios na Movimentação e Elevação de Cargas
<br />8.3.1. Balancim
<br />8.3.2. Cabos de Aço
<br />8.3.2.1. Composição Construtiva do Cabo de Aço
<br />8.3.3. Caçamba para Grua
<br />8.3.4. Cintas de Elevação
<br />8.3.4.1. Tipos de Cintas de Elevação
<br />8.3.5. Correntes de Elevação
<br />8.3.6. Ganchos
<br />8.3.7. Garras para Elevação
<br />8.3.8. Guinchos de Elevação
<br />8.3.9. Manilhas
<br />8.3.10. Moitão e Cadernal
<br />8.3.11. Olhal de Suspensão
<br />8.3.12. Patesca
<br />8.3.13. Patola
<br />8.3.14. Pega Vigas
<br />8.3.15. Talhas
<br />8.3.15.1. Talhas Manuais
<br />8.3.15.2. Talhas Elétricas
<br />8.3.15.3. Talhas Pneumáticas
<br />8.3.16. Tifor
<br />8.3.17. Trolley
<br />9. Legislação e Normatização Aplicadas
<br />9.1. Normas Regulamentadoras
<br />9.2. Normas Técnicas
<br />9.2.1. Normas para Acessórios e Terminais
<br />9.2.2. Normas para Cabos de Aço
<br />9.2.3. Normas para Cintas para Elevação de Cargas
<br />9.2.4. Normas para Correntes
<br />9.2.5. Normas para Cálculos de Carga
<br />9.3. Norma Regulamentadora 11 e Comentários
<br />9.3.1. Cuidados Especiais
<br />9.3.2. Segurança em Transporte Motorizado
<br />9.3.3. Atividades de Transporte de Sacos
<br />9.3.4. Aspectos de Segurança do Armazenamento de Materiais
<br />9.3.5. Armazenamento de Materiais
<br />9.3.6. Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Chapas
<br /> de Mármore, Granito e Outras Rochas
<br />9.3.6.1. Recomendações de Segurança para os Fueiros
<br />9.3.6.2. Recomendações de Segurança no Uso de Carro Porta-Bloco e Carro Transportador
<br />9.3.6.2.1. Requisitos Mínimos dos Equipamentos
<br />9.3.6.2.2. Requisitos Mínimos de Capacitação
<br />9.3.6.2.3. Requisitos Mínimos Operacionais
<br />9.3.6.3. Recomendações de Segurança de Estocagem das Chapas
<br /> de Mármore ou Granito
<br />9.3.6.3.1. Recomendações de Segurança na Utilização dos Cavaletes
<br />9.3.6.3.2. Recomendações de Segurança na Movimentação de Chapas
<br />9.3.6.3.3. Movimentação de Chapas com Uso de Ventosas
<br />9.3.6.4. Movimentação de Chapas com Cabos de Aço, Cintas, Correias
<br /> e Correntes
<br />9.3.6.4.1. Requisitos Mínimos para Cabos e Correntes de Aço
<br />9.3.6.5. Requisitos Mínimos para Cabos de Aço, Cintas, Correias
<br /> e Correntes
<br />9.3.6.6. Movimentação de Chapas com Uso de Garras
<br />9.3.6.7. Disposições Gerais de Segurança
<br />10. Princípios e Técnicas de Movimentação e Elevação de Cargas
<br />10.1. Princípios Básicos Aplicados
<br />10.1.1. Centro de Gravidade
<br />10.1.2. Equilíbrio e Estabilidade de Corpos Apoiados
<br />10.1.3. Equilíbrio e Estabilidade de Corpos Suspensos
<br />10.1.4. Princípio da Alavanca
<br />10.1.4.1. Os Tipos de Alavancas
<br />10.1.5. Princípio da Vantagem Mecânica
<br />10.1.5.1. Polias
<br />10.1.5.1.1. Polia Fixa
<br />10.1.5.1.2. Polia Móvel
<br />10.1.5.1.3. Associação de Polias
<br />10.2. Equilíbrio de uma Empilhadeira
<br />10.2.1. Triângulo de Estabilidade de uma Empilhadeira
<br />10.3. Técnicas de Içamento e Amarração de Cargas
<br />10.3.1. Cronograma Ideal para uma Movimentação de Cargas
<br />10.3.1.1. Determinação do Centro de Gravidade da Carga
<br />10.3.1.2. Determinação da Capacidade de Carga
<br />10.3.1.3. Determinação dos Acessórios de Içamento
<br />10.3.1.3.1. Acessórios do Equipamento
<br />10.3.1.3.2. Acessórios de Içamento
<br />10.3.1.3.3. Estruturas Auxiliares de Içamento
<br />10.3.2. Escolha da Eslinga a ser Acoplada
<br />10.3.3. Configurações das Lingas na Amarração de Cargas
<br />10.3.3.1. Laços de Cabo de Aço
<br />10.3.3.2. Tipos de Laços
<br />10.3.3.3. Formas de Laçadas de Cintas
<br />10.3.3.4. Tipos de Içamento Usando Cintas
<br />10.3.4. Conjunto de Pernas de Linga
<br />10.3.4.1. Configurações das Lingas
<br />10.3.4.2. Tipos de Lingas
<br />10.3.5. Determinar a Capacidade de Carga das Lingas
<br />10.3.5.1. Ângulos Internos da Linga
<br />10.3.5.2. Ângulos Externo da Linga
<br />10.3.5.3. Pontos de Içamento e Amarração
<br />10.4. Técnicas de Empilhamento de Cargas
<br />10.4.1. Empilhamento por Processo Mecanizado
<br />10.4.1.1. Regras de Empilhamento com Uso de Empilhadeiras
<br />11. Procedimentos de Segurança e Inspeções em Equipamentos
<br />11.1. Recomendações Básicas
<br />11.2. Procedimentos Gerais de Segurança com Equipamentos e Veículos
<br />11.2.1. Segurança no Uso de Paleteiras Manuais
<br />11.2.2. Movimentação da Paleteira em Rampas
<br />11.2.3. Segurança nas Operações com Empilhadeiras
<br />11.2.3.1. Cuidados Preliminares
<br />11.2.3.2. Cuidados Gerais de Segurança e Manutenção
<br />11.2.3.3. Cuidados no Trânsito com a Empilhaderia
<br />11.2.3.4. Cuidados no Carregamento
<br />11.2.3.5. Cuidados na Condução de Cargas
<br />11.2.3.6. Cuidados na Descarga
<br />11.2.4. Segurança nas Operações com Guindastes
<br />11.2.4.1. Cuidados Preliminares
<br />11.2.4.2. Cuidados Gerais de Segurança e Manutenção
<br />11.2.4.3. Cuidados na Movimentação da Carga
<br />11.2.4.4. Cuidados com Redes Energizadas
<br />11.2.5. Segurança nas Operações com Caminhão Munk
<br />11.2.6. Segurança nas Operações com Pontes Rolantes
<br />11.2.6.1. Cuidados Preliminares
<br />11.2.6.2. Cuidados Gerais de Segurança e Manutenção
<br />11.2.6.3. Cuidados na Movimentação de Cargas
<br />11.2.7. Segurança com Talhas
<br />11.2.7.1. Medidas Restritivas
<br />11.2.8. Segurança nas Operações com Elevadores de Carga
<br /> e Monta-Cargas
<br />11.3. Procedimentos Gerais de Segurança com Acessórios
<br />11.3.1. Segurança com Cabos de Aço
<br />11.3.1.1. Cuidados com Cabos de Aço
<br />11.3.1.2. Inspeção de Cabos de Aço
<br />11.3.1.2.1. Inspeção Visual Diária
<br />11.3.1.2.2. Inspeção Periódica
<br />11.3.1.2.3. Manutenção do Cabo de Aço
<br />11.3.2. Segurança com Correntes de Elevação
<br />11.3.2.1. Recomendações no Uso de Correntes e Lingas de Correntes
<br />11.3.2.1.1. Recomendações Preliminares
<br />11.3.2.1.2. Recomendações Restritivas
<br />11.3.2.1.3. Recomendações para Manutenção de Correntes
<br />11.3.2.1.4. Procedimentos de Inspeção
<br />11.3.2.1.5. Quando Substituir as Lingas
<br />11.3.3. Segurança com Cintas para Elevação de Cargas
<br />11.3.3.1. Recomendações Preliminares e de Manejo
<br />11.3.3.2. Medidas de Manutenção das Cintas
<br />11.3.3.3. Procedimentos de Inspeção
<br />11.3.3.4. Danos Encontrados na Inspeção
<br />11.4. Procedimentos de Segurança e Ergonomia
<br />11.4.1. Segurança no Levantamento Manual de Cargas
<br />Referências
<br />Glossário
<br />

Demonstracao

2017-01-18_03-29-08-NR11.pgnas.swf

Exercicios

2017-01-18_03-28-54-NR11-RespostadosExerccios.zip

Paginas

320

ISBN

978-85-371-0482-8