Menu

PCP (Planejamento e Controle da Produção) – Administração e Controle

R$35,00

Estamos propondo através deste livro uma nova visão sobre o assunto “Administração da Produção”. Baseados em nossa experiência de 48.000 horas de engenharia industrial …

368 páginasAutor(es): Lewton Burity VerriISBN: 978-85-371-0418-7
Sumário

Sumário

1. A Revolução Industrial
1.1. A Indústria Caseira
1.2. A Indústria Galpão
1.2.1. A Máquina a Vapor
1.2.2. O Motor Elétrico
1.2.3. A Produção Seriada – Fordismo – 1900
1.3. Em Busca da Administração Científica da Produção
1.4. Os Princípios Nobres do TQC
1.4.1. Os Resultados Correlacionados aos Princípios Nobres do TQC
1.4.2. Objetivos da Formalização de Políticas para a Qualidade e a Produção
1.5. As Características do “Caminho Crítico” da Qualidade Total
2. Administrando os Materiais e o Patrimônio da Produção
2.1. Propriedades Rasteáveis dos Bens Materiais (BM) e dos Bens
Patrimoniais (BP)
2.1.1. Exemplos de Adoção de Códigos para Materiais, Produtos, Insumos
ou Mercadorias
2.2. Procedimentos de Gestão – PROGESTs
2.2.1. Descrição dos PROGESTs e das Atividades Associadas
2.3. Interfaces Críticas na Moderna Administração de Materiais
2.4. INMETRO
3. Administrando a Produção
3.1. Classificação dos Custos da Qualidade
3.2. Lei Universal da Conformação – Obtenção da Qualidade
3.2.1. Tempos de Controle (TC) para Geração de Relatórios da Produção
3.2.2. Indicadores Universais para Controle da Produção – Qualidade e
Produtividade – e Geração de Relatórios nos Respectivos TCs
3.2.3. Estratificação de Informações e Relatórios Gerenciais para Controle
da Produção – Qualidade e Produtividade – e Geração de Relatórios nos Respectivos TCs
3.2.4. Informações Relevantes para a Administração da Produção – Qualidade
e Produtividade – e Geração de Relatórios nos Respectivos TCs
3.3. Funções Agregadoras da Qualidade no Ciclo Geral da Produção ou no
Ciclo de Vida do Produto
3.3.1. Esquema das Funções Agregadoras da Qualidade
3.3.2. Padronização Técnica nas Funções Agregadoras da Qualidade
3.4. Projeto de Experimentos – Formatado pelo Diagrama de Causa e Efeito
3.4.1. Dicas para Projetos de Experimentos
3.4.2. A Correlação nos Experimentos
3.5. Marcas e Patentes
3.6. Normalização – Informações Institucionais da ABNT
3.6.1. O Que é Normalização
3.6.2 Comitês Brasileiros de Normalização – CBs
3.7. Codificação de Lotes de Produção, Rastreamento e Localização
3.7.1. Preservação da Rastreabilidade
3.7.2. Relacionamentos e Vinculações
3.8. A Função do PCP – Planejamento e Controle da Produção
3.8.1. Manutenção da Produção
3.8.2. Controle Estatístico da Produção
3.8.3. A Função do Controle da Qualidade da Produção
3.8.4. Valor Agregado das Funções Agregadoras da Qualidade
3.9. Rede de Controle
3.9.1. Sistema de Coordenação – Bloqueio de Defeitos
3.9.1.1. Descrição de Atuação no Trabalho em Rede
3.10. Sistema de Pesos, Medidas e Metrologia
3.10.1. Metrologia
3.11. Automação da Produção
3.12. A Internet na Administração da Produção
4. Administrando a Qualidade Geral da Produção
4.1. Garantia da Qualidade para Cooperativas, Pequenas e Médias Empresas
4.2. Garantia de Qualidade Matricial
4.2.1. Funções Agregadoras da Qualidade
4.2.1.1. Pré-venda
4.2.1.2. Desenvolvimento e Viabilidade
4.2.1.3. Compras
4.2.1.4. Encomenda ou Pedido do Cliente
4.2.1.5. Fabricação/Execução
4.2.1.6. Inspeção e Testes Comprobatórios e de Confirmação de Características
4.2.1.7. Liberação dos Produtos e Conclusão dos Serviços
4.2.1.8. Pós-venda
4.2.1.9. Controle da Documentação
4.2.1.10. Preservação da Rastreabilidade
4.2.1.11. Auditorias Funcionais e da Diretoria
5. Administrando os Recursos Humanos da Produção
5.1. Sua Empresa é Humanista? Você Tem Como Responder a Essa Pergunta?
5.2. Qual a Grande Importância do Ser Humano na Produção?
5.3. O Ser Humano Funcional e o Domínio do Conhecimento
5.4. O Ser Humano Funcional Segue as Diretrizes Concretas da
Administração
5.5. As Novas Diretrizes da Administração Funcional do Século XXI
6. Administrando a Segurança Industrial da Produção
6.1. Desenvolvendo a Segurança Baseada na “Prevenção Raciocinada”
6.2. Um Modelo de Autoprevenção ou Prevenção Raciocinada
Exercícios
Anexos
Referências
Glossário
Amostra Exercícios

Download do arquivo de exercícios

Clique aqui para fazer o download.
REF: 978-85-371-0418-7 Categoria

Estamos propondo através deste livro uma nova visão sobre o assunto “Administração da Produção”. Baseados em nossa experiência de 48.000 horas de engenharia industrial e metalúrgica aplicada, procuramos transmitir aqui uma atualização ao corpo literário da administração de fábricas, sob tecnologia intensiva, haja visto que nos últimos 40 anos absorvemos múltiplas experiências administrativas e vivências práticas no Planejamento e Controle da Produção de Usina Siderúrgica de grande porte. Neste período ajudamos a desenvolver 3.000 clientes e 2.000 fornecedores.

Aprendemos com a engenharia americana da U.S.Steel, da engenharia japonesa da Nippon Steel Corporation e através de nossas funções de engenharia e administração em siderurgia.

Através desta obra todos poderão ter uma iniciação ao controle da qualidade, à assistência técnica aos clientes, à especificação de processos industriais, auditorias da qualidade, projetos e desenvolvimento de novos produtos, projetos de experimentos laboratoriais e industriais, controle estatístico e planejamento da produção, exportação de produtos, normalização e padronização de produtos e processos, desenvolvimento de sistemas de informações, desenvolvimento de sistemas de controle da qualidade, pesquisas, estudos científicos e projetos de experimentos, aplicabilidade da ISO 9000, sobre a implantação de TQC – Total Quality Control.

Todas as disciplinas foram pinçadas de modo coordenado dando sentido à administração dos fluxos de produção sem que falte para o estudante, o profissional ou o pesquisador, um laço de integração dessas disciplinas, as quais jamais poderiam ser ensinadas isoladamente.

Peso 0.45 kg
Dimensões 210 x 148 x 2 mm
Autor

Lewton Burity Verri

Sumario

1. A Revolução Industrial
<br />1.1. A Indústria Caseira
<br />1.2. A Indústria Galpão
<br />1.2.1. A Máquina a Vapor
<br />1.2.2. O Motor Elétrico
<br />1.2.3. A Produção Seriada – Fordismo – 1900
<br />1.3. Em Busca da Administração Científica da Produção
<br />1.4. Os Princípios Nobres do TQC
<br />1.4.1. Os Resultados Correlacionados aos Princípios Nobres do TQC
<br />1.4.2. Objetivos da Formalização de Políticas para a Qualidade e a Produção
<br />1.5. As Características do “Caminho Crítico” da Qualidade Total
<br />2. Administrando os Materiais e o Patrimônio da Produção
<br />2.1. Propriedades Rasteáveis dos Bens Materiais (BM) e dos Bens <br />Patrimoniais (BP)
<br />2.1.1. Exemplos de Adoção de Códigos para Materiais, Produtos, Insumos <br />ou Mercadorias
<br />2.2. Procedimentos de Gestão – PROGESTs
<br />2.2.1. Descrição dos PROGESTs e das Atividades Associadas
<br />2.3. Interfaces Críticas na Moderna Administração de Materiais
<br />2.4. INMETRO
<br />3. Administrando a Produção
<br />3.1. Classificação dos Custos da Qualidade
<br />3.2. Lei Universal da Conformação – Obtenção da Qualidade
<br />3.2.1. Tempos de Controle (TC) para Geração de Relatórios da Produção
<br />3.2.2. Indicadores Universais para Controle da Produção – Qualidade e <br />Produtividade – e Geração de Relatórios nos Respectivos TCs
<br />3.2.3. Estratificação de Informações e Relatórios Gerenciais para Controle <br />da Produção – Qualidade e Produtividade – e Geração de Relatórios nos Respectivos TCs
<br />3.2.4. Informações Relevantes para a Administração da Produção – Qualidade <br />e Produtividade – e Geração de Relatórios nos Respectivos TCs
<br />3.3. Funções Agregadoras da Qualidade no Ciclo Geral da Produção ou no <br />Ciclo de Vida do Produto
<br />3.3.1. Esquema das Funções Agregadoras da Qualidade
<br />3.3.2. Padronização Técnica nas Funções Agregadoras da Qualidade
<br />3.4. Projeto de Experimentos – Formatado pelo Diagrama de Causa e Efeito
<br />3.4.1. Dicas para Projetos de Experimentos
<br />3.4.2. A Correlação nos Experimentos
<br />3.5. Marcas e Patentes
<br />3.6. Normalização – Informações Institucionais da ABNT
<br />3.6.1. O Que é Normalização
<br />3.6.2 Comitês Brasileiros de Normalização – CBs
<br />3.7. Codificação de Lotes de Produção, Rastreamento e Localização
<br />3.7.1. Preservação da Rastreabilidade
<br />3.7.2. Relacionamentos e Vinculações
<br />3.8. A Função do PCP – Planejamento e Controle da Produção
<br />3.8.1. Manutenção da Produção
<br />3.8.2. Controle Estatístico da Produção
<br />3.8.3. A Função do Controle da Qualidade da Produção
<br />3.8.4. Valor Agregado das Funções Agregadoras da Qualidade
<br />3.9. Rede de Controle
<br />3.9.1. Sistema de Coordenação – Bloqueio de Defeitos
<br />3.9.1.1. Descrição de Atuação no Trabalho em Rede
<br />3.10. Sistema de Pesos, Medidas e Metrologia
<br />3.10.1. Metrologia
<br />3.11. Automação da Produção
<br />3.12. A Internet na Administração da Produção
<br />4. Administrando a Qualidade Geral da Produção
<br />4.1. Garantia da Qualidade para Cooperativas, Pequenas e Médias Empresas
<br />4.2. Garantia de Qualidade Matricial
<br />4.2.1. Funções Agregadoras da Qualidade
<br />4.2.1.1. Pré-venda
<br />4.2.1.2. Desenvolvimento e Viabilidade
<br />4.2.1.3. Compras
<br />4.2.1.4. Encomenda ou Pedido do Cliente
<br />4.2.1.5. Fabricação/Execução
<br />4.2.1.6. Inspeção e Testes Comprobatórios e de Confirmação de Características
<br />4.2.1.7. Liberação dos Produtos e Conclusão dos Serviços
<br />4.2.1.8. Pós-venda
<br />4.2.1.9. Controle da Documentação
<br />4.2.1.10. Preservação da Rastreabilidade
<br />4.2.1.11. Auditorias Funcionais e da Diretoria
<br />5. Administrando os Recursos Humanos da Produção
<br />5.1. Sua Empresa é Humanista? Você Tem Como Responder a Essa Pergunta?
<br />5.2. Qual a Grande Importância do Ser Humano na Produção?
<br />5.3. O Ser Humano Funcional e o Domínio do Conhecimento
<br />5.4. O Ser Humano Funcional Segue as Diretrizes Concretas da <br />Administração
<br />5.5. As Novas Diretrizes da Administração Funcional do Século XXI
<br />6. Administrando a Segurança Industrial da Produção
<br />6.1. Desenvolvendo a Segurança Baseada na “Prevenção Raciocinada”
<br />6.2. Um Modelo de Autoprevenção ou Prevenção Raciocinada
<br />Exercícios
<br />Anexos
<br />Referências
<br />Glossário

Demonstracao

2016-08-11_03-33-56-pcp.swf

Exercicios

2016-02-04_02-33-18-Respostasdosexercicios.zip

Paginas

368

ISBN

978-85-371-0418-7